Home > Notícias

NET está de olho nos clientes do Speedy, da Telefônica

José Antônio Felix, presidente da operadora, diz que espera um aumento na procura dos serviços por conta dos falhas da Telefônica.

Rodrigo Caetano, da Computerworld

22/07/2009 às 15h49

Foto:

A operadora de telecomunicações e TV por assinatura NET promete ser mais agressiva na conquista de clientes da Telefônica. Sua concorrente está proibida, pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), de comercializar o Speedy, serviço de banda larga, após falhas sucessivas na rede.

O presidente da NET, José Antônio Felix, disse, durante teleconferência com jornalistas, que a expectativa é de ver um aumento na procura pelos serviços da empresa por conta dos problemas da Telefônica. Mas o executivo não apontou números que até o momento comprovem esse movimento, porque, segundo ele, proibição é muito recente — começou em 27/6.

Para atacar a base da Telefônica, Felix afirma que a NET está intensificando as ações de mídia, aprimorando a força de vendas e aumentando o foco nas áreas que foram afetadas pelas falhas do Speedy.

Portabilidade
Cerca de um terço dos novos clientes de telefonia da NET utilizaram o recurso da portabilidade numérica, que permite a troca de operadora sem alterar o número do telefone. Segundo João Elek, diretor financeiro da companhia, para cada cliente que migra para a concorrência mantendo o número, outros 15 fazem o caminho inverso.

A base de clientes de voz da NET chegou a 2,286 milhões no segundo trimestre. No período, o número de adições líquidas de telefone fixos foi de 228 mil. Em comparação ao mesmo trimestre do ano passado, o número representa um crescimento de 105%. A base de usuários dos serviços de banda larga da empresa cresceu 45% em 12 meses, atingindo 2,605 milhões.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail