Home > Notícias

Netbook? O iPad vai substituir até os desktops!

Pesquisa divulgada recentemente nos EUA mostra que muitas pessoas comprarão o tablet no lugar de computadores de mesa e portáteis

Mike Elgan - Computerworld / EUA

11/05/2010 às 16h47

Foto:

Assassino de aparelhos? O iPad pode acabar se tornando um verdadeiro " Hannibal Lecter" (o personagem canibal do filme “O Silêncio dos Inocentes) dos gadgets!

Apesar de terem sido vendidos "apenas" um milhão de tablets no primeiro mês, sinais dão conta de que o aparelho pode realmente abocanhar grande parte das vendas de computadores “tradicionais”. Katy Huberty, analista da Morgan Stanley, causou furor esta semana ao publicar uma tabela que sugere que o iPad pode abocanhar boa parte das vendas de netbooks.

Em abril do último ano houve um aumento insano de 641% nas vendas de netbooks, em comparação ao mesmo período em 2008. Mas em 2010 o aumento em relação a 2009 foi de apenas 5% no mesmo mês.

A ideia de que o iPad já está afetando as vendas de netbooks foi rapidamente desafiada por outros analistas. Obviamente, um crescimento de 641% não pode ser sustentado, e 5% ainda é crescimento, não diminuição.

As interpretações extremas da alegação de Huberty – de que o iPad já está matando os netbooks – são insustentáveis, pelo menos por enquanto. Eu acho que os tablets da Apple vão acabar com os netbooks, mas ainda é cedo.

ipad-390.jpg

iPad: os PCs oferecem mais recursos. Mas
custam mais, são mais difícieis de usar, dão mais problemas...

Enquanto os analistas estão muito ocupados analisando uns aos outros, todos parecem ter deixado escapar a verdadeira história da notícia de Huberty.

Além dos netbooks, ela também publicou outra tabela mostrando quais outros aparelhos o iPad poderia “canibalizar”. A analista escreveu que 17% dos compradores de iPad estão comprando o tablet, em vez de um aparelho de videogame portátil; 28% em vez de um e-book (como o Kindle); e 41% em vez de um iPod Touch.

Nenhuma surpresa até aí, pelo menos para mim. Mas aqui vai um dado surpreendente: 27% das compras de iPad serão feitas no lugar de um computador de mesa (desktop), e 44% em vez de um laptop.

Os dados da pesquisa são melhor ilustrados por informações que chegam a ser engraçadas. Um cidadão chamado Chuck Hollis (não, não é Chuck Norris...), que trabalha como vice-presidente e CTO(Chief Technical Officer) de marketing global para a EMC Corp., escreveu nesta semana um interessante post em seu blog, “What iPads Did to My Family” (“O que os iPads fizeram com a minha família”).

No post, Hollis diz que comprou um iPad de US$ 499 pela curiosidade. Quando foi trabalhar, deixou o aparelho em casa. Um a um, sua mulher, seus dois filhos adolescentes e o mais novo, descobriram o tablet. Em resumo, os seis Macs e PCs da família não estão mais sendo usados, e toda a família está brigando pelo iPad. Hollis afirma que não irá mais comprar desktops ou laptops, apenas mais iPads.

Algo semelhante aconteceu com a minha própria família. Meu filho, estudante universitário, abraçou totalmente o iPad e tem deixado de lado seu laptop de tela grande. No entanto, ele precisa de multitarefas, e por isso está considerando um segundo tablet e a proeza de carregar dois juntos!

Nós somos programados desde a infância pelo sistema da cultura de consumo: mais é melhor.

Você vê isso o tempo todo na maneira como os produtos são anunciados. “Você pode fazer isso! Você pode fazer aquilo! Mas, espere! Ainda tem mais!”

Os PCs de mesa e notebooks atuais fazem mais – muito mais – do que o iPad. Eles possuem mais opções de entrada de dados, mais aplicativos nativos.

E por darem mais, eles exigem mais. Eles exigem mais resolução de problemas, mais manutenções de sistema, mais administração de arquivos. Eles exigem um aprendizado maior e constante, apenas para mantê-los funcionando. Laptops necessitam de mais cargas de bateria. Eles possuem mais “coisas” conectadas a eles. E eles custam mais dinheiro.

Esse constante abraço do “mais” tornou a vida muito complexa. Apenas pagar as contas, levar as crianças para a escola e sobreviver no mundo moderno parece uma guerra contra um bombardeio crescente de complexidade.

Como resultado, as pessoas começaram a buscar por simplicidade. E é isso que está acontecendo com o iPad. Os tablets fazem menos, mas exigem muito, muito menos de você.

Os nerds (incluindo eu) sempre vão amar seus supercomputadores. Nós gostamos de realizar consertos e resolver problemas. Mas pessoas normais apenas querem navegar na Internet, dar uma olhada nos amigos do Facebook, jogar alguns games e assistir vídeos. E você não precisa de um supercomputador para isso.

Não, eu não penso que os iPads mataram os netbooks. Mas eles vão. E também irão comer grandes pedaços dos mercados de laptops e desktops.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail