Home > Notícias

News Corp. cobrará por acesso a jornais na internet

Presidente do grupo de mídia norte-americano, Rupert Murdoch, decide fechar o conteúdo de seus sites para assinantes após queda de 8% em lucro

PC World/EUA

06/08/2009 às 13h08

Foto:

O presidente do grupo de mídia News Corporation, Rupert Murdoch, encontrou uma solução para a crise do segmento: cobrar por todo o conteúdo online, restringindo o acesso somente a assinantes de seus veículos.

Na quinta-feira (5/8), o grupo norte-americano divulgou uma queda anual de 8% em seu lucro na comparação com 2008. Em um comunicado, Murdoch comentou que 2009 foi "o ano mais difícil" dos últimos tempos para a companhia.

Para reduzir as perdas financeiras, portanto, o executivo decidiu fechar todo o conteúdo dos sites de notícias até meados de 2010, informa uma reportagem do jornal britânico The Guardian.

Durante a apresentação dos resultados do grupo, Murdoch disse que o modelo de conteúdo fechado seguirá a linha do site do jornal The Wall Street Journal, que mescla a oferta de conteúdos abertos e reportagens fechadas para assinantes - especialmente sobre o mercado financeiro.

O grupo News Corp. controla alguns dos maiores jornais do mundo, além do The Wall Street Journal, como o The New York Post e os britânicos The Times e News of the World.

Mesmo antes da declaração de Murdoch, o jornal The New York Times estava reavaliando sua política de oferta de conteúdo online fechado. Em maio deste ano, executivos de grandes jornais norte-americanos se reuniram na cidade de Chicago para discutir o futuro de suas publicações, especialmente sobre a cobrança de conteúdos online para equilibrar a receita perdida nas versões impressas.

Murdoch também comentou que vai reforçar a proteção de seus conteúdos assim que implantar o novo modelo de cobrança. Recentemente, a agência Associated Press anunciou a implantação de um software que monitora conteúdos publicados em outros sites na web para impedir que notícias oferecidas por assinatura sejam publicadas gratuitamente.

O modelo de cobrança de conteúdos na internet não é novo, mas muitos veículos que o adoraram resolveram mudar a estratégia para a oferta de conteúdo aberto, com um modelo de receita baseado em anúncios. No entanto, a publicidade online não conseguiu compensar as perdas com o papel.

Outra questão é como os jornais que oferecem conteúdos pagos na web vão lidar com a oferta de conteúdos abertos por meio do Google, que muitas vezes dribla a proteção aos textos fechados. O Wall Street Journal, por exemplo, permite o acesso a notícias fechadas, por meio do Google, para ampliar sua base de assinantes.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail