Home > Notícias

Nexus One, com Android, pode ser o iPhone do Google

Smartphone, que deve ser produzido pela HTC, tem a marca do Google, deve trazer o Android 2.1 e pode chegar destravado.

Tony Bradley, da PC World/EUA

14/12/2009 às 8h17

nexus_one_150.jpg
Foto:

nexus_one_150.jpgHá quem diga que o Google não só estaria desenvolvendo um celular próprio baseado no Android, seu sistema operacional open source para dispositivos móveis, como seus funcionários estariam utilizando um protótipo do equipamento, chamado Nexus One, segundo informações do diário Wall Street Journal.

O equipamento seria produzido pela HTC e é muito parecido com outro modelo da marca, o Passion. Os comentários dizem ainda que o Nexus One utiliza o rápido chip Snapdragon, possui display touch da alta resolução com tecnologia OLED e que deve ser mais fino do que o iPhone.

Em vez de vendê-lo diretamente, o Google irá comercializar o Nexus One por intermédio de parcerias com operadoras móveis que contariam com um smartphone destravado, baseado em GSM e disponível possivelmente em janeiro de 2010.

O número de handsets com Android aumentou significativamente em 2009, especialmente a partir do segundo semestre, com as operadoras norte-americanas T-Mobile, Sprint e Verizon oferecendo modelos equipados com o sistema operacional. No Brasil, a Vivo e a TIM também já contam com o Motorola Milestone, que nos Estados Unidos recebe o nome Droid.

Caso os rumores se confirmem e o Google apresente mesmo um modelo de smartphone com Android, a disputa no mercado de smartphone ficaria muito interessante, já que diversos fabricantes já anunciaram que farão lançamento com a plataforma ao longo de 2010.

Empresas como Motorola e Samsung, que já abraçaram o sistema operacional Android, podem não gostar muito da iniciativa e quem sabe sair em busca de um sistema operacional novo, em vez de disputar mercado com o Google.

E o golpe de misericórdia seria dado caso o Nexus One venha com o Android 2.1, como sugerem os rumores. O motivo: a versão atual do sistema operacional disponível para os fabricantes é o Android 2.0.1.

nexus_one_imagem.jpg\

Será: imagem publicada no Twitter por @coryobrien
que teria posto as mãos no Nexus One

O FTC, órgão regulador das telecomunicações nos Estados Unidos, pode ver com bons olhos a iniciativa do Google de ter um celular com marca própria, na plataforma GSM e que pode acabar com o problema da exclusividade que algumas operadoras impõem para a venda de determinados modelos, como é o caso da AT&T e o iPhone.

Usuários - pessoa física ou empresas - podem ficam divididos. Poder comprar um smartphone diretamente do Google pode representar o fim da exigência de se amarrar a um plano de serviços com determinada empresa de telecomunicações. Mas também pode ser o fim dos subsídios, o que pode fazer com que o preço do Nexus One não seja atraente e que não haja qualquer política de atualização para versões mais modernas do smartphone, quando eventualmente forem lançados.

E há quem diga que o Nexus One tenha bebido da fonte da Apple. Ainda que o hardware venha ser da HTC, dizem que o Google determinou cada mínimo detalhe da especificação do smartphone e que está customizando a plataforma para proporcionar uma experiência única aos usuários.

Apesar do relativo sucesso que modelos de celulares com Android vêm tendo, pode ser que o Google não entenda que os usuários venham tendo recebendo todo os benefícios que a plataforma podem proporcionar, e que o Nexus One se torna o iPhone do Google - um dispositivo puramente Android, desenvolvido a partir da imaginação dos criadores do Android.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail