Home > Notícias

Nokia aproveita crise da Motorola e amplia liderança no 2º tri

Finlandesa atinge participação de 39,5% no 2º trimestre de 2008, enquanto antiga rival despenca para 10%, segundo Gartner.

IDG News Service/EUA

28/08/2008 às 10h40

Foto:

Problemas econômicos em muitas regiões do mundo estão freando a venda de telefone, em um cenário que apresenta desafios para alguns fabricantes e oportunidades para outros, afirmaram pesquisadores do Gartner.

As vendas mundiais de celulares atingiram 305 milhões no segundo trimestre, aumento de 11,8% em relação ao mesmo período de 2007, de acordo com estudo do Gartner divulgado nesta quarta-feira (27/08).

Por mais que ainda reflita alguns pontos de brilho, o setor foi pontuado pela freada econômica em algumas regiões. Em mercados maduros, como Europa e Estados Unidos, compradores estão escolhendo telefones de custo médio ao invés dos mais caros e sofisticados, apontou a pesquisa.

Poucos pessoas também estão substituindo seus telefones por conseqüência direta no aumento dos preços de combustível e alimentos.
 
Algumas fabricantes, porém, estão aproveitando o tempo de incertezas para se destacar no setor. A Nokia aumentou sua participação de mercado de 36,7% para 39,5% em um ano, de acordo com o Gartner.

A Samsung manteve a segunda posição, saltando e 13,3% para 15,2%.

O sucesso de ambas as empresas tem relação direta com o definhamento público da Motorola, que aparece agora na terceira posição. A companhia caiu dos 14,5% que registrava em 2007 para 10% no mesmo período deste ano.

Consumidores não estão comprando telefones da Motorola pela falta de funções avançadas, como 3G, GPS ou navegação com qualidade, afirma o Gartner.

Ao citar resultados regionais, o Gartner revela que as vendas no Japão caíram 22,1% no trimestre comparado ao ano passado, enquanto a receita na Ásia-Pacífico cresceu 20,5% no mesmo período.

Na Europa Ocidental, o número de celulares vendidos caiu 8,2% comparado ao ano passado, mas subiu 16% se visto junto ao primeiro trimestre de 2008. OS Estados Unidos tiveram crescimento de 6,5% nas vendas, mesmo com sua anunciada crise econômica.

Para 2008, o Gartner espera um aumento de 11% na venda de telefones celulares, que deverão totalizar 1,28 bilhão de novas unidades no ano.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail