Home > Notícias

Nokia muda a nomenclatura de seus celulares

Empresa abandona a designação em “séries” identificadas por letras. Novos modelos serão batizados com números, que "dão ao consumidor uma melhor idéia de quão poderoso é o aparelho".

Mikael Ricknäs, IDG News Service

01/08/2011 às 12h57

Foto:

A Nokia decidiu que a nomenclatura utilizada em seus aparelhos, com uma letra designando uma “série” e números para o modelo, não é mais adequada. A empresa disse em um post em seu blog nesta segunda-feira que passará a usar apenas números nos nomes dos aparelhos. O primeiro modelo com o novo sistema é um smartphone batizado apenas de “500”.

A nomenclatura com letras deveria descrever o mercado ao qual o aparelho se destina. A série E seria para usuários comportativos, a X voltada ao entretenimento, e por aí vai. Mas a maioria dos celulares atuais tem hardware e software muito adaptáveis, e os usuários podem fazer com eles o que quiserem.

As letras deveriam servir como indicadores, mas frequentemente não condiziam com a forma como os aparelhos eram usados, disse a Nokia. Além disso, segundo a empresa, era difícil para os usuários comparar aparelhos com a mesma numeração: por exemplo, um C7 e um X7. 

No novo sistema, o primeiro número diz quão avançado é o aparelho. Um modelo que começa com “9” é um topo de linha, equanto um que começa com “1” é a opção mais acessível. As pessoas entendem facilmente o conceito de “quanto maior o número, mais recursos”, disse a empresa.

Mas uma mudança para nomes como os usados pela Samsung e HTC teria sido uma opção melhor, de acordo com Roberta Cozza, analista principal do Gartner. Nomes como “HTC Sensation” são mais facilmente lembrados pelo consumidor, disse ela. O modelo Samsung Galaxy, por exemplo, acabou se tornando uma marca, o que é cada vez mais importante em um mercado competitivo, declarou.

Esta é a segunda mudança de nomenclatura anunciada pela Nokia desde que ela anunciou a migração do sistema operacional Symbian para o Windows Phone 7. Em maio a empresa disse que iria parar de usar o nome “Ovi” para serviços como Mapas, que desde então passariam a se chamar apenas Nokia Maps.

O novo Nokia 500 tem preço sugerido de 150 Euros (sem contar impostos) e estará disponível no exterior até o início de outubro. Ele tem uma tela multitoque capacitiva de 3.2 polegadas, um processador de 1 GHz e uma câmera de 5 megapixel.

O aparelho é baseado no Symbian Anna, uma versão atualizada do sistema operacional Symbian^3 que traz uma interface renovada e um navegador melhorado, segundo a Nokia.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail