Home > Notícias

Nokia N97 é mais um concorrente para o iPhone

Celular com tela sensível a toque, que integra mapas e redes sociais, N97 chega à Europa no 1º semestre de 2009 por 550 euros.

Ralphe Manzoni Jr. para o IDG Now!*

02/12/2008 às 7h58

Foto:

A Nokia apresentou nesta terça-feira (02/12) a sua mais nova aposta contra o avanço dos celulares com tela sensíveis a toque, como o iPhone, BlackBerry Storm e G1 Android: o N97.

Previsto para ser lançado no primeiro semestre de 2009 na Europa por 550 euros, o N97 é um celular com tela sensível a toque de 3,5 polegadas que traz novos conceitos, como o “social location”, serviço capaz de integrar mapas com informações de redes sociais.

O novo celular também contará com um teclado QWERTY e a tela terá uma inclinação de 39 graus para deixá-lo numa posição parecida com a de um notebook.

Entre as especificações técnicas do N97, está um câmera digital com 5 megapixels, que segundo os executivos da empresa, terá qualidade profissional e a possibilidade de ajustes manuais.

A Nokia chamou o N97 de o “mais avançado celular do mundo”. Ele dá suporte para redes HDSDPA, Wi-Fi e Bluetooh. Vem com GPS integrado e tem memória interna de 32 GB que pode ser expandida com um cartão microSD.

A capacidade de duração da bateria é de 1,5 dia para áudio e 4,5 horas para vídeo com qualidade de DVD.

Novos recursos

Dona de 38% do mercado global de celulares, a Nokia acredita que o N97 chegará ao mercado com recursos inovadores. Entre eles, o "Point and Find", que está em fase de testes neste momento e deverá estar na versão comercial do N97.

O "Point and Find" combina mapas, buscas e informações de redes sociais. Imagine que você visite a Sagrada Família, em Barcelona. Ao apontar seu celular com câmera digital para a catedral, ela trará informações históricas sobre o ponto turístico espanhol.

"Este recurso combina o mundo real com o virtual", afirmou Anssi Vanjoki, vice-presidente executivo da Nokia, durante a apresentação do N97.

Baseado no sistema operacional Symbian, o N97 contará com pequenas aplicações chamadas de widgets, que poderão ser selecionadas livremente pelo conumidor, criando sua própria interface. É o que o CEO e presidente da Nokiam Olli-Pekka Kallasvuo, chamou de sua internet pessoal.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail