Home > Notícias

Nova versão do Chrome deixa dúvidas sobre seu desempenho

Embora a edição "canário" seja mais rápida, testes com o navegador identificaram diferentes velocidades em sua performance.

IDG News Service

09/12/2010 às 9h11

Foto:

Apesar da mais recente versão do Chrome provar que é mais rápida que as edições anteriores, não são  todos os benchmarks JavaScript que mostram um desempenho tão superior, de acordo com testes da Computerworld norte-americana.

Na terça-feira (7/12), a Google divulgou uma nova tecnologia de otimização para o browser, chamada de “Crankshaft”, que foi adicionada ao mecanismo de renderização Javascript do navegador.

De acordo com os engenheiros da Google,  ela melhora em 50% os resultados do Chrome no V8 bechmark suite. "Desde que lançamos o Chrome, em 2008, esta é a evolução mais significativa em termos de desempenho", disseram Kevin Millikin e Florian Schneider, em um post para o blog Chromium, na terça-feira.  

Para os testes, a Computerworld avaliou algumas versões do Chrome. Todas foram analisadas três vezes e classificadas de acordo com a média dos resultados obtidos. 

Com o V8, em um PC rodando Windows Vista, a versão "canário" do navegador, que é a mais recente e mais instável, foi 40,5% mais rápida que a última edição "dev", e 43,5% mais rápida que a atual edição "estável", sendo que as duas últimas não utilizam o Crankshaft.

A "canário" foi classificada como a edição 10 do browser, enquanto as edições "dev" e "estável", como as versões 9 e 8, respectivamente.

Outros testes
A versão "canário" também apresentou progressos no quesito velocidade, no Kraken -  benchmark JavaScript desenvolvido pela Mozilla -, sendo seu desempenho 55,3% superior ao do Chorme 9 e 51,2% melhor que o Chrome 8.

Em uma terceira suíte benchmark, porém, o novo browser obteve um desempenho abaixo do esperado. Segundo os resultados do SunSpider, a edição atual foi apenas 2,2% melhor que a “dev” e apenas 3,5% superior que a última versão "estável".

Millikin e Schneider também explicaram os pequenos ganhos no SunSpider na terça-feira.

"A ideia (com o Crankshaft) é otimizar códigos que são freqüentemente executados. Por disso, benchmarks que analisam apenas os milésimos de segundo, como o SunSpider, mostrarão poucas melhorias", comentaram eles. 

Nos testes com o V8, o Chrome "canário" foi duas vezes mais rápido que o atual Firefox 4 beta e que o Opera Software Opera 11 preview. Em comparação com o Internet Explorer 9 beta (IE9), ele foi aproximadamente cinco vezes mais rápido.

Os usuários podem baixar a versão "canário" do Chrome, clicando aqui. Por enquanto, ela está disponível apenas para a plataforma Windows.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail