Home > Notícias

Novo celular com Android da Openmoko tem sistema totalmente aberto

Desenvolvedores de software livre já podem realizar modificações e criar aplicações no sistema operacional do Google para celulares.

Rodrigo Afonso, repórter do COMPUTERWORLD

02/12/2008 às 18h53

Foto:

Jon “Maddog” Hall, Chief Tecnology Officer (CTO) da Koolu, anunciou que o código fonte do Android adaptado para o telefone Openmoko Runner está disponível. O aparelho é o primeiro do mundo a ter um sistema totalmente aberto, incluindo hardware, circuitos e softwares, além de possuir funcionalidades touch screen e recursos wi-fi e GSM. O anúncio foi feito nesta terça-feira (02/12) durante o IP Communications Brasil 2008.

A adaptação do Android para o aparelho da Koolu foi realizada pela comunidade internacional de software livre, que implementou uma série de alterações no código fonte do sistema operacional para que ele pudesse funcionar corretamente. Agora que ele está rodando no Openmoko, os desenvolvedores já podem realizar modificações no sistema e criar aplicações, adaptados às necessidades de cada público.

Com foco inicial no mercado corporativo, o aparelho é totalmente aberto para o desenvolvimento de funções que atendam às principais necessidades das empresas.  Dentre os exemplos citados por Maddog, está a possível integração do aparelho aos sistemas PABX. “O usuário poderia escolher entre atender a ligação ou enviar imediatamente para a caixa postal, mesmo longe de sua estação de trabalho”, exemplifica. O fato de acessar redes Wi-Fi e ser um sistema aberto também facilita a utilização do aparelho com serviços VoIP.

Segundo Maddog, a adoção do sistema Android traz benefícios ainda mais evidentes para quem utiliza os aplicativos do Google, como o e-mail, editor de texto, planilhas de cálculos, calendário, entre outros. “É uma excelente solução para pessoas desastradas como eu, que já arruinei dois aparelhos derrubando-os na privada”, brinca o CTO da Koolu. O executivo acrescenta que o sistema operacional traz boas perspectivas para a venda do novo aparelho, principalmente se for levada em conta a vendagem do G1, da HTC, o primeiro celular a rodar Android. Já foram vendidos um milhão desses aparelhos.

Outro diferencial do sistema operacional é a possibilidade de manter o mesmo ambiente ao qual o usuário já está acostumado mesmo que troque seu aparelho por um mais moderno. “Isso não ocorre quando sistemas proprietários são utilizados. A cada troca de aparelho, é necessário se adaptar a um novo sistema”, afirma Maddog.

No Brasil, a previsão é de que o aparelho esteja comercialmente disponível ainda no primeiro semestre de 2009. A iSolve, empresa paranaense de telecomunicações, foi anunciada como canal master de distribuição do Openmoko no Brasil e está patrocinando uma comunidade em português para o desenvolvimento de aplicações para Android, a neodroid.com. “Em um primeiro momento, a empresa pretende importar aparelhos para vender no país, mas ainda busca fabricantes e revendedores para firmar parcerias”, afirma Denis Galvão.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail