Home > Notícias

Novo chip da Nvidia promete levar gráficos de console aos dispositivos móveis

Batizado de Tegra K1, SoC combina 192 núcleos de processamento gráfico com processador dual ou quad-core, e terá versão de 64 Bit ainda neste ano.

James Niccolai, IDG News Service

06/01/2014 às 11h39

Foto:

A Nvidia está lançando durante a CES 2014, feira de tecnologia que acontece nesta semana em Las Vegas, nos EUA, o SoC (sistema em um chip) Tegra K1. Projetado para uso em dispositivos móveis, o chip tem 192 núcleos dedicados ao processamento de imagens e promete levar os gráficos de um console como o PlayStation 3 a aparelhos como smartphones e tablets.

O Tegra K1 é diferente de seus antecessores já que sua GPU é baseada na mesma arquitetura Kepler usada pela Nvidia nas GPUs da família GeForce para PCs, e também nas aceleradoras Quadro usadas em supercomputadores.

Uma arquitetura comum entre o desktop e os dispositivos móveis possibilitará que os desenvolvedores de jogos alcancem um público maior com menor esforço, e para os usuários significa jogos com gráficos muito mais realistas.

Segundo Jen-Hsun Huang, CEO da Nvidia, a Epic Games está adaptando sua Unreal Engine 4, usada como base para o desenvolvimento de muitos jogos em PCs e consoles, para o novo chip, o que significa que os mais recentes lançamentos nos consoles poderão também ser oferecidos em versões para dispositivos móveis. 

Huang demonstrou o desempenho do chip usando uma “demo” criada especificamente para mostrar os recursos da Unreal Engine 4 rodando no Tegra K1. Em um telão surgiu um porão mal-iluminado, com água escorrendo das paredes e a luz ambiente sendo refletida por um balde metálico.

A cena emprega uma técnica chamada “iluminação global”, onde a luz é refletida por todas as superfícies, em vez de emanar de uma única fonte. Também foi usada uma técnica chamada High Dynamic Range (HDR), que aprimora o contraste entre as áreas de luz e sombra na imagem.

gamesshutter_625.jpg

O Tegra K1 será oferecido em duas versões. Uma delas irá combinar os 192 núcleos para processamento gráfico com um processador que está sendo desenvolvido há quatro anos pela Nvidia, e é conhecido pelo codinome “Projeto Denver”. Esta foi a primeira vez que a Nvidia deu detalhes do processador, que é baseado em uma arquitetura de 64 Bits (ARMv8) e tem dois núcleos rodando a até 2.5 GHz. Huang não disse muito mais sobre o chip, além de comentar estar “aliviado” por vê-lo funcionando.

A outra versão do Tegra K1 combina a GPU com um processador quad-core de 32 Bits baseado na arquitetura ARM Cortex A15, a mesma usada no Nvidia Tegra 4, rodando a até 2.3 GHz. Os primeiros aparelhos com o modelo quad-core chegarão às lojas na primeira metade deste ano, segundo a Nvidia, e aqueles baseados no modelo “Denver” dual-core devem ser lançados na segunda metade deste ano.

A Nvidia espera que o Tegra K1 seja usado em mais do que apenas jogos. A empresa lançou um projeto para o desenvolvimento de programas de design automotivo que poderão ser usados por concessionárias, permitindo que os consumidores escolham uma cor para seus carros e vejam o resultado em imagens 3D foto-realistas. Também há a expectativa de que o K1 seja usado dentro de carros, como a base para sistemas anticolisão ou em painéis digitais que mostrem controles e indicadores realistas.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail