Home > Notícias

Novo Fallout incrementa combates em uma Las Vegas pós-apocalíptica

Com lançamento previsto para outubro, game aproveita várias idéias dos antecessores e inclui novos recursos, como a câmera que segue as balas das armas.

GamePro / EUA

15/07/2010 às 13h57

Foto:

Do que nós estamos falando: “Fallout: New Vegas”, o próximo game da franquia da Bethesda Softworks, desenvolvido pela Obsidian, responsável por títulos como “Alpha Protocol” e “Star Wars: Knights of the Old Republic II”.

Onde nós vimos: Na cabine da Bethesda, na feira de games E3, realizada no mês de junho em Los Angeles, Estados Unidos.

O que você precisa saber:
- Os eventos em “Fallout: New Vegas” acontecem três anos depois de “Fallout 3”. Portanto, no ano de 2280. Como o nome sugere, o novo game se passa em uma pós-apocalíptica Las Vegas.

- Apesar de “Fallout: New Vegas” possuir seu próprio visual e sentimento, muitos dos controles e ideias do game anterior, “Fallout 3”, voltam a aparecer. As pessoas familiarizadas com o jogo devem captar rapidamente as diferenças sutis trazidas por “New Vegas”.

fallout1.jpg

 Novo game da série "Fallout" se passa em uma Las Vegas devastada.

- A história de “New Vegas” segue uma disputa entre facções rivais, incluindo a New California Republic (NCR) e a Legion. O jogador possui a habilidade de decidir de que lado ficar, ou ainda escolher ficar neutro. Também existem algumas facções menores no jogo.

- O jogador assume o papel de um courier baleado e enterrado vivo durante uma entrega. Um securitron chamado Victor acaba salvando sua vida e então o resto do jogo tem início.

gamesshutter_625.jpg

- Dependendo de como interage com as várias facções em “New Vegas”, você recebe pontos de reputação, que influenciam o tratamento que os personagens passarão a dar a você no game.

- Algumas coisas que você pode lembrar de “Fallout 2” que não estavam em “Fallout 3” estão no novo game, como determinados inimigos que irá encontrar e o sistema Karma. Como o sistema de reputação, o Karma, em “Fallout: New Vegas”, é acumulado dependendo de como você interage com os personagens do jogo.

- Algo que é imediatamente notável em “New Vegas”, especialmente quando comparado a “Fallout 3”, é que muitos dos prédios do game não foram destruídos pelo apocalipse nuclear. O infame Las Vegas Strip, por exemplo, possui cassinos em funcionamento, nos quais você pode fazer uma visita, alugar um quarto, apostar, ou até mesmo criar confusão ao arranjar briga com os personagens.

- Cada um dos cassinos possui seu próprio tema. Por exemplo, o que exploramoes tinha danceterias dos anos 1960. Uma vez dentro de qualque um deles,  você está livre para tentar a sorte em jogos de cassinos, como blackjack, roleta, máquina caça-níquel, entre outros. Dependendo de como você jogar, o cassino pode realmente te oferecer como cortesia alguns drinks ou um quarto. Mas se você ganhar demais, o cassino irá te banir da propriedade.

- Em contraste a ostentação do Las Vegas Strip há os desertos vastos e enfadonhos de Nevada que você pode explorar no jogo.

- “New Vegas” introduz uma nova câmera “bala”, que algumas vezes vai seguir os projéteis das suas armas à medida que eles atravessam os corpos das pessoas em que você atira.

- Como resposta a alguns fãs que reclamaram que “Fallout 3” era “muito fácil”, a Obsidian incluiu um modo hardcore em “New Vegas”, que conforme prometido, deve aumentar bastante o nível de difivuldade. Nesse modo, o jogador pode sofrer com privação de sono e até desidratação.

fallout2.jpg

Atendendo a um pedido dos fâs, "Fallout: New Vegas" terá um maior nível de dificuldade com o novo modo hardcore.

Estágio no ciclo de desenvolvimento: “Fallout: New Vegas” possui lançamento previsto para 19 de outubro deste ano, para as plataformas PS3, Xbox 360, e PC.

Minha opinião: Determinadas coisas que experimentamos durante o teste hands-on do game eram impressionantes – como os cassinos totalmente funcionais que você pode explorar (e apostar) e algumas das melhorias de combate como a câmera bala e as novas opções de modificação de armas – mas abandonamos rápido teste um pouco preocupados que o game possa ser um pouco parecido demais com o título anterior, “Fallout 3”, para algumas pessoas. É claro que isso não é algo necessariamente ruim. Por exemplo, achamos que “BioShock 2”, mesmo não sendo dramaticamente diferente de seu antecessor, oferecia novos elementos de jogabilidade e melhorias suficientes para fazer valer a pena que os fãs voltassem ao segundo capítulo da franquia. E com uma série como “Fallout”, é muito difícil saber o que esperar do jogo completo após um rápido teste de 20 minutos passeando por inúmeras seções diferentes do game.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail