Home > Notícias

Novo iPad esquenta 5 graus a mais do que antecessor, aponta site

Site Tweakers utilizou imagens de câmera infravermelha para comparar versões do tablet; pouco após o lançmento do produto, usuários já reclamavam de superaquecimento

Da Redação

20/03/2012 às 11h50

Foto:

Definitivamente, o novo iPad é o tablet mais quente do mercado - literalmente. Depois de reclamações dos usuários que adquiriram seus aparelhos na última sexta (16/3), afirmando que o equipamento estava superaquecendo, foi constatado que o dispositivo realmente esquenta mais do que seu antecessor. As informações são do site Engadget

A partir de imagens obtidas com ajuda de uma câmera infravermelha, o portal holandês Tweakers mostrou que o novo iPad, depois de cinco minutos de benchmark utilizando o aplicativo GLBenchmark, chegou a ficar 5 graus Celsius mais quente do que o iPad 2.

De acordo com as medidas mostradas pelo site, o novo iPad alcançou 33.6ºC (92.5 Fahrenheit, como mostra a imagem), comparado aos 28.3ºC (82.9 Fagrenheit) de seu antecessor, que possui chip A5. Isso necessariamente não significa que o aparelho irá entrar em combustão, porém é um bom indicativo de que os novos componentes influenciaram bastante no desempenho do tablet, que ganhou uma tela de altíssima resolução e um processador mais rápido. 

Pouco depois de chegar às mãos dos consumidores, surgiram diversas reclamações de que o novo iPad estava exibindo avisos de superaquecimento, que pediam para o usuário esperar até o aparelho esfriar para que pudesse ser utilizado de novo, especialmente quando este era exposto à luz do sol. 

ipadquente.jpg

Aumento de temperatura é notável entre o novo iPad (esq.) e a versão anterior (dir.)

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail