Home > Notícias

Novo Norton Mobile Security inclui informações sobre 4 milhões de apps Android

Ferramenta não só alerta contra malware e invasão de privacidade, como também é capaz de identificar apps que incomodam o usuário com propaganda excessiva ou mal colocada.

Melissa Riofrio, PCWorld EUA

27/06/2013 às 12h43

Foto:

Em algum lugar dentro da Symantec há um conjunto de máquinas virtuais cujo único propósito é vasculhar as mais de 200 lojas de aplicativos Android existentes em todo mundo, baixar cerca de 10 mil novos apps por dia e analisar cada um deles. Estas máquinas procuram não só por malware, mas também por outras possíveis violações de privacidade, como um app que captura seu número de telefone e o envia a terceiros, ou acessa seus contatos e imagens da câmera de forma indevida.

Este banco de dados com quatro milhões (e contando!) apps Android analisados é a fundação do Norton Mobile Insight, a maior (mas não única) mudança na nova versão do Norton Mobile Security (3.4 para o iOS, 3.5 para o Android), anunciada na última quarta-feira.

Leia também
Conheça 7 apps para manter seu Android seguro

Se um usuário do Norton Mobile Security baixar um app que foi analisado e registrado pelo Norton Mobile Insight, o banco de dados irá retornar informações sobre possíveis ameaças à segurança e privacidade relacionadas ao app. “Mesmo que o app não seja malware, podemos informar se ele é potencialmente incômodo”, disse Con Mallon, um executivo da Symantec.

Mallon tem uma visão ponderada sobre o que torna um app incômodo. “Há muitos apps que trazem propaganda, o que por si só não é algo ruim, mas há implementações ruins onde os anúncios passam dos limites”, diz ele. “Eles podem colocar anúncios no painel de notificações, ou abrir um página com propaganda sempre que você sai do app. Estes são comportamentos incômodos e indesejados”.

nortonmobile_riscos-360px.jpg
Apps que trazem riscos à privacidade são identificados com o ícone do "olho"

O Norton Mobile Insight também foca nas oito seguintes ameaças à privacidade, ou mais especificamente, coisas que um app pode coletar em seu smartphone: o número do telefone, detalhes de contas pessoais, detalhes do calendário ou registro de chamadas, imagens da câmera, mensagens SMS e informações de contatos. “Estamos tentando alertar sobre o que imaginamos que seja o mais importante para o consumidor. Os comportamentos mais ofensivos”, diz Mallon.

Concorrentes como o McAfee Mobile Security podem analisar apps em tempo real e identificar potenciais riscos de segurança, mas o banco de dados Norton Mobile Insights é um recurso exclusivo do Norton Mobile Security. “Dar ao consumidor mais informações sobre o que seus apps estão fazendo será um de nossos diferenciais daqui pra frente”, diz Mallon.

A Symantec adicionou alguns outros recursos nótaveis à nova versão do Norton Mobile Security. O navegador Chrome, por exemplo, agora tem a mesma proteção contra sites maliciosos que já era oferecida ao navegador nativo. Além disso a proteção antifurto no iOS foi ampliada: além de dispositivos iOS conectados a redes celulares, ela também inclui dispositivos iOS conectados a redes Wi-Fi, como o iPod Touch. Também é possível, usando o portal do Norton Mobile Security na web, fazer o aparelho “gritar” ou ligar para ele, para ajudar na sua localização.

A nova versão do Norton Mobile Security já está disponível. Uma assinatura anual custa US$ 30 e cobre até 10 aparelhos Android ou iOS. O app ocupará 15 MB de espaço na memória de seu aparelho, e funciona em aparelhos rodando as versões 2.2 do Android e 5.0 do iOS, ou mais recentes.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail