Home > Notícias

Novo ‘Office 14’ será mais amigável na internet, revela Bill Gates

Gates fala pela primeira vez sobre sucessor do Office 2007 e promete aplicações online nos moldes do Outlook Web Access.

IDG News Service/EUA

12/02/2008 às 9h46

Foto:

Bill Gates, falou pela primeira vez sobre a próxima geração do pacote Office de produtividade, apelidado de "Office 14", na segunda-feira (11/02). O chairman da Microsoft disse que o novo Office dará aos usuários novas formas de acessar suas aplicações online.

A Microsoft não pretende oferecer uma versão completa do Office na internet, mas funcionalidades limitadas de visualização e edição de dados em aplicativos do Office online, como já faz por meio do gerenciador de e-mails Outlook Web Access. A informação foi revelada por Gates durante uma apresentação na Microsoft Office System Developer Conference, em São José, na Califórnia.

Leia também:
> Office 2007 é um 'upgrade' que vale a pena
> Dicas para tirar melhor proveito da nova suíte de aplicativos da MS
> Experimente o Office 2007 gratuitamente por dois meses

"O Outlook Web Access não é a versão completa do Office, mas se você quiser ir a um quiosque ou a um cibercafé navegar e se conectar, ele oferece diversas funcionalidades", disse Gates. "Conforme olhamos os módulos [do Office 14] temos em mente uma equivalência ao Outlook Web Access" explicou.

Esta foi a primeira confirmação da Microsoft sobre o "Office 14" como a próxima versão de seu pacote de produtividade. O site AeroXperience, dedicado a entusiastas do sistema operacional Windows, já havia revelado a informação citando um documento interno da Microsoft, além de adiantar que uma versão beta do Office 14 seria distribuída este ano, com planos de lançamento comercial em 2009.

Gates não falou sobre um calendário de lançamento do novo Office 14, que foi mencionado somente no final de sua palestra sobre extensões da atual versão do Office para desenvolvedores. A informação sobre o novo pacote foi revelada por Gates ao responder a pergunta de um desenvolvedor na platéia, questionando se a Microsoft ofereceria uma versão completa do Office via internet como já faz o Google por meio do serviço Google Apps.

"Tenho muitas formas de acessar seus dados do Office, mas nada se compara ao Google", disse o desenvolvedor.

A Microsoft tem sido criticada por mover-se lentamente na oferta de aplicações de produtividade online, onde o Google ganha cada vez mais espaço.

A empresa deve dar um grande passo para tornar planilhas do Excel, por exemplo, tão disponíveis na internet como as aplicações do Outlook Web Access. "Se você observar as planilhas, talvez não possa configurar modelos de dados [online], mas poderá ler documentos, mudar algumas concepções e ver o que acontece", disse Gates.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail