Home > Notícias

Novo supercomputador da USP terá mais de 2 mil processadores

Capaz de processar 20 trilhões de cálculos por segundo, equipamento será usado pelo Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas.

Da Redação*

14/03/2012 às 17h14

Foto:

A Universidade de São Paulo (USP) adquiriu e começa a colocar em funcionamento neste mês um supercomputador considerado um dos cinco mais rápidos do país. O equipamento foi comprado com apoio da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) e tem 2.304 processadores.

A máquina, cerca de 100 vezes mais rápida que o computador mais potente da universidade, consegue fazer 20 trilhões de cálculos por segundo (20 teraflops) e será usada pelos pesquisadores do Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG) da USP e do Núcleo de Astrofísica Teórica da Universidade Cruzeiro do Sul, entidade parceira do projeto.

Atualmente, o computador mais rápido do mundo é o japonês K Computer,
que consegue alcançar 10.51 petaflops (1 petaflop são 1 quatrilhão de cálculos por segundo), de acordo com a lista mais
recente que compila as 500 máquinas mais poderosas do planeta.

Leia também: EUA querem desenvolver supercomputador com 300 mil núcleos

“Esse computador nos coloca entre os institutos líderes do mundo para fazer computação de alta performance”, diz a professora de Astronomia da USP Elisabete Dal Pino.

O primeiro teste de cálculo feito com o equipamento já demonstrou o potencial da nova máquina. Com o computador antigo, o procedimento levava 90 minutos. Usando apenas metade da capacidade da nova máquina, o teste levou apenas um minuto e 57 segundos.

"Você pode modelar [criar virtualmente um modelo baseado em teoria] uma galáxia, colisões entre galáxias, colisões entre estrelas. Pode modelar a morte ou nascimento de uma estrela. E pode comparar esses modelos com obtido a partir de observações de telescópios”, explica Elisabete.

O supercomputador, que custou mais de 1 milhão de reais, terá 10% do tempo de seu funcionamento destinado à comunidade astrofísica do país. 

* Com informações da Agência Brasil

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail