Home > Notícias

Números mostram que crise impulsiona investimento em segurança no País

Mais da metade dos profissionais consultados dizem esperar que, em 2010, orçamento em segurança suba pelo menos 10%.

Tatiana Americano, da CIO Brasil

17/12/2009 às 16h33

Foto:

A diversidade de tecnologias ao alcance dos usuários tem aumentado substancialmente as preocupações dos responsáveis pela segurança da informação nas corporações. No entanto, a sétima edição do estudo anual Global Information Security, conduzido pela Pricewaterhouse Coopers em parceria com as revistas CIO e CSO, aponta que a crise financeira internacional representou o item mais importante para as estratégias das organizações.

O levantamento, realizado com 7,3 mil executivos responsáveis pelas áreas de TI e negócios – dos quais 692 atuantes no Brasil – constatou que, no País, a maior parte dos profissionais (44%) aponta que a recessão na economia representou o fator que teve mais peso na decisão dos investimentos realizados em segurança da informação neste ano. Em segundo lugar, com 39% das respostas, aparece a questão da continuidade dos negócios e disaster recovery (recuperação de desastres).

>> Para conhecer a pesquisa completa, visita a  CIO Brasil. 

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail