Home > Notícias

nVidia apresenta a segunda geração da plataforma Ion

Chamada de Next Generation Ion, empresa promete desempenho 15 vezes superior e até dez horas de duração de bateria nos portáteis.

René Ribeiro, da PC World

02/03/2010 às 9h54

next_gen_ion_150.jpg
Foto:

next_gen_ion_150No final do ano de 2008, a nVidia apresentou ao mercado a plataforma Ion, que oferecia a netbooks e nettops um desempenho gráfico melhor. Com ela, por exemplo, era possível assistir filmes em full HD (1080 linhas) e rodar games com gráficos complexos em um computador até então direcionado apenas para tarefas básicas. E nesta terça-feira (2/3), na CeBIT 2010, a empresa apresentou a segunda geração da plataforma, chamada Next Generation Ion. Informações detalhadas do lançamento podem ser encontradas no blog da empresa, inclusive com vídeo (veja no final dessa matéria).

O que muda
A primeira geração do Ion tem um conceito simples. O chip gráfico da nVidia substituía a GPU integrada que estava presente na placa-mãe do netbook ou nettop. Por meio do chipset, a GPU (Unidade de Processamento Gráfico) se comunicava com o processador Atom. Equipamentos como o Ion 330 utilizavam a plataforma Ion. A figura abaixo exemplica a arquitetura da primeira geração do Ion.

first-ion.jpg 

A segunda geração do Ion mantém a ideia da antecessora, mas foram aproveitadas duas tecnologias recentes. A primeira a Optimus, da própria nVidia, lançada em fevereiro deste ano. Por meio dela, o chip gráfico principal quando não é necessário, é desligado por completo, o que ajuda na economia de energia da bateria. O driver da nVidia (software que faz a ponte entre a placa e o sistema operacional) reconhece a aplicação e sabe quando o componente dever ser acionado.

Mas como a placa gráfica discreta desligada, como a imagem pode ser enviada para a tela? É aí que entra a segunda tecnologia, que são os modelos de Atom com codinome Pinetrail. O Atom N450, por exemplo, além da CPU, possui embutido uma GPU da Intel, com capacidade de processamento menor, mas que também consome menos energia. A figura abaixo representa a arquitetura da Next Generation Ion.

next-ion.jpg


As GPUs utilizadas pelo Next Generation Ion possuem 16 núcleos (para netbooks com telas de 12 polegadas e desktops) e 8 núcleos (para netbooks com telas menores) e trazem 512 MB de memória dedicada padrão DDR3, o que ajuda a construir as texturas das imagens, liberando a GPU mais rapidamente.

Ao trabalhar em conjunto com a arquitetura do Atom Pinetrail, o novo Ion - segundo a nVidia - atinge velocidade de processamento gráfico 15 vezes superior a netbooks equipados com GPUs tradicionais (geralmente Intel).

Na prática, um netbook equipado com a Next Generation Ion vai executar vídeos em Full HD (1080 linhas) e rodar jogos com gráficos complexos. Aplicativos que usam instruções do chip gráfico da nVidia também vão se beneficiar. Fazer conversão de vídeos, por exemplo, será uma tarefa sete vezes mais rápida em comparação com outro chip de vídeo, ainda segundo a nVidia.

specs-nextgenion.jpg

Essa tecnologia vai permitir aos fabricantes instalar versões mais completas do Windows 7. Hoje, muitos netbooks saem de fábrica com o Windows 7 Starter, por ser uma versão mais leve, mas limitada. Ela não permite, por exemplo, executar a interface Aero 3D, não vem com Windows Media Center, não traz codecs para executar vídeos em alta definição e nem sequer é possível alterar o papel de parede.

Boa notícia também para o tempo de duração de bateria. Como a tecnologia Optimus desliga a GPU discreta (responsável pelo consumo maior de energia devido a sua potência), a bateria pode durar até dez horas (se a GPU dedicada estiver desligada)

Netbooks como o Acer Aspire One 532G e o Asus 1201PN já utilizam essa tecnologia. Ao que tudo indica, netbooks que utilizarem essa tecnologia podem se transformar em estações de central de mídia além de fazerem uso racional de energia, oferecendo mais tempo de uso do portátil sem a preocupação de procurar a tomada mais próxima.

 

 

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail