O que é User Experience (UX) e como ingressar na área

UX se tornou uma aposta para profissionais de diferentes áreas

Foto: Shutterstock
https://pcworld.com.br/o-que-e-user-experience-ux-e-como-ingressar-na-area/
Clique para copiar

Na hora de desenvolver serviços, programas ou aplicativos para usuários, é natural que os profissionais busquem criar a melhor experiência a partir de alguns princípios, como facilidade de navegação, interface simplificada e um design agradável. Esse conjunto de tarefas é baseado em uma série de fatores. Um dos principais é a chamada Experiência de Usuário, ou apenas UX.

O termo UX (User Experience, no inglês) ganhou popularidade no início dos anos 1990 por Donald Norman, um engenheiro eletricista que na época era vice-presidente do grupo de pesquisa de tecnologias da Apple. O executivo renomeou todos os cargos do setor como User Experience Achitect Group e, desde então, as empresas se utilizam do termo para destacar a importância de se pensar e melhorar todos os aspectos da interação humana com qualquer tipo de sistema, produto ou serviço.

O próprio Donald Norman possui um vídeo explicando o termo UX:

Mas afinal, o que é UX?

UX é tudo aquilo que envolve como alguém interage com produtos, serviços e elementos de uma determinada interface. Quanto mais fácil, dinâmica e intuitiva for essa prática, mais eficiente e satisfatória será a experiência do usuário. Portanto, o foco é priorizar sempre a perspectiva do usuário ao utilizar algum produto, serviço ou navegar por uma página na internet.

Ao comprar um celular, por exemplo, você certamente quer ter mais facilidade ao usar todas as ferramentas disponíveis no aparelho – do sistema operacional a funções de câmera e performance, além da parte física, como o conforto ao segurar o dispositivo. Levando em consideração essa experiência, as companhias têm um feedback do que melhorar em próximas versões daquele produto ou serviço, podendo ou não lançar atualizações em tempo real, dependendo da demanda.

UX no meio digital

Necessariamente, a Experiência de Usuário não está atrelada somente a produtos digitais. Qualquer coisa que você adquire ou utiliza pode gerar resultados do quão satisfatória foi sua experiência com aquele item. E o “usuário” por si só é qualquer pessoa que vai interagir e utilizar alguma coisa.

Mas falando especificamente de sites, produtos e softwares, a UX é uma parte fundamental para o sucesso porque abrange diversas áreas, não somente design e desenvolvimento. Ao abrir um site, tudo é levado em consideração: o tempo que a página leva para carregar, se há algum link quebrado, se as imagens estão posicionadas de maneira desordenada, e uma infinidade de outros elementos. O normal é que as empresas trabalhem essa experiência meses antes de lançarem o produto oficialmente no mercado, para então evitar que os usuários se deparem com bugs.

Leia na IT Trends:

Durante esse processo, os profissionais também costumam coletar informações cruciais que ajudam no desenvolvimento da UX. Entre elas levantamento de dados sobre o produto ou serviço em produção, testes de benchmarking, retorno da equipe que trabalha no projeto e entrevistas com usuários e clientes reais do futuro produto.

A importância da UX

Talvez a definição mais coesa sobre a importância da UX é esta: “UX é importante porque coloca a perspectiva do usuário como a espinha dorsal de qualquer fluxo de experiência, seja ele um processo de compra, troca de informação ou teste”. Ao trabalhar em uma experiência mais personalizada, mais as pessoas ficam interessadas em utilizar o produto, e mais suscetíveis elas ficam a fazer elogios, denunciar problemas de funcionamento e divulgar o serviço para outros usuários.

Obviamente, estudar, analisar e entender a experiência de usuário fazem parte de um trabalho constante e que evolui a todo momento. Mas o foco principal é fazer o usuário se sentir bem a todo momento da experiência de uso. Por consequência, as vendas e economia de recursos aumentam, podendo gerar fidelidade e engajamento por parte dos clientes.

Por onde começar com a UX?

Profissionais de diferentes áreas podem atuar no campo da UX. Os mais comuns a adotá-la são os designers, que podem estar envolvidos em todas as etapas do processo de UX ou somente em uma única etapa. Por isso, é normal que outras profissões ingressem nesse mercado – desde jornalistas até pesquisadores.

No mercado brasileiro, é comum que o UX Designer trabalhe em todas as etapas no desenvolvimento de um produto ou serviço. Ter conhecimento amplo em todas as etapas é fundamental, mas é altamente recomendável se especializar em apenas uma das etapas, pois isso pode ser um diferencial no currículo. Além disso, entenda que o problema deve ser resolvido a partir da perspectiva do usuário ou cliente. Ter empatia é essencial.

Curso de UX na Rede IT Trends

A Rede IT Trends possui o curso online UX – Trabalhando com Projetos Web. Produzido pela Impacta, é ideal para quem deseja se especializar no trabalho com UX (User Experience) e prototipagem para criar aplicações e páginas Web. Você verá conceitos, dicas, mitos e heurísticas sobre UX e saberá como criar wireframes e protótipos por meio do desenvolvimento de um projeto de Website, participando desde o diagrama até a interação entre páginas e objetos.

Fontes: Orgânica Digital, Hostinger, Chocola Design, Weblink, Gabriel Silvestri

Relacionadas

3 motivos para programar em C# e como entrar no mercado de trabalho

Linguagem é uma das mais populares e com alta demanda em todo o mundo

IT Trends lança novo site agregando conteúdo da PCWorld Brasil

Edutech tem a missão de preparar e educar profissionais para a economia digital

Microsoft oferece cursos gratuitos online sobre TI e programação

E com direito a certificado

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site