Home > Notícias

O que esperar do Samsung Galaxy S4

Novo carro-chefe entre os Android da Samsung pode ter tela Full HD de 5” e processador de 8 núcleos, mas terá que competir com o próximo iPhone e aparelhos de concorrentes como a Sony, HTC e LG.

Matt Hamblen, Computerworld/EUA

13/03/2013 às 18h47

Foto:

O Galaxy S4, próximo super-smartphone da Samsung, será anunciado durante um evento em Nova Iorque na noite desta quarta-feira. De acordo com rumores o aparelho terá uma grande tela com resolução FullHD, um processador muito mais rápido e um recurso chamado EyeScroll, que acompanha os olhos do usuário para determinar quando é necessário “rolar” uma página na tela. A Samsung também deu dicas de que o aparelho ainda terá um corpo de plástico, em vez de receber um “upgrade” para uma carcaça em alumínio como aconteceu com o recém anunciado HTC One.

De acordo com várias fontes, o GS4 terá uma tela de 5 polegadas com resolução de 1080x1920 pixels e densidade de 440 pixels por polegada, um processador quad-core rodando a 1.7 GHz ou ainda mais rápido, uma câmera traseira de 13 MP e outra frontal de 2.2 MP e suporte a redes 4G LTE e Wi-Fi 802.11ac. O sistema operacional será o Android 4.2.

gs4_teaser-360px.jpg
"Teaser" publicado pela Samsung dá a entender que design segue o estabelecido pelo Galaxy S III

Segundo analistas, com o lançamento a Samsung precisa não só superar substancialmente o atual Galaxy S III (GSIII) tanto em hardware quanto em software, como também mostrar um aparelho capaz de competir com o próximo iPhone, que deve ser anunciado em Junho, bem como quaisquer outros modelos que possam ser anunciados por outros fabricantes de aparelhos Android em 2013.

O GSIII é o smartphone mais vendido na história da Samsung. Metade dos aparelhos comercializados pela empresa é baseado eno Android, o sistema operacional móvel mais popular na atualidade, com mais de 70% do mercado mundial de acordo com dados do IDC e Gartner.

gsiii_branco_azul-360px.jpg
Galaxy S III é o aparelho mais bem-sucedido na história da Samsung

“A Samsung tem sido bem sucedida em se posicionar como a única alternativa ao iPhone, e com isso vem muita expectativa” pelo GS4, disse Carolina Milanesi, uma analista do Gartner.

“É um grande momento para a Samsung”, disse Ramon Llamas, um analista do IDC. “Mais uma vez a empresa exercita seus músculos tanto em marketing quanto em engenharia para que possa se manter em uma posição de liderança”.

A expectativa quanto ao GS4 é muito maior do que a pelo GSIII no ano passado, “e acredito que os consumidores não se contentarão tão facilmente com melhorias incrementais”, completa Milanesi. “A Samsung corre os mesmos riscos que a Apple se apresentar mais melhorias no software do que no hardware, já que é mais difícil vender software para o consumidor”.

Um funcionário da Samsung não identificado disse ao New York Times que usuários do GS4 poderão ler artigos e páginas web na tela de forma mais conveniente: quando seus olhos chegarem ao fim da página, software irá “rolar” automaticamente a página. A tecnologia por trás deste sistema não é conhecida, embora a Samsung tenha registrado a marca “Eye Scroll” tanto na Europa quanto nos EUA. Atualmente o GSIII tem o Smart Stay, um recurso que usa a câmera frontal para monitorar o rosto do usuário e manter a tela acesa enquanto ele estiver olhando para ela, em vez de diminuir o brilho automaticamente para economizar energia.

Milanesi avisa: “o rastreamento dos olhos precisa funcionar perfeitamente para não incomodar os usuários. Também pode acabar sendo visto como um simples “truque bobo” em vez de um benefício real”. Já Llamas disse que não se imagina usando um recurso como o Eye Scroll, mas prevê que a tecnologia irá introduzir uma nova série de inovações da Samsung na detecção de gestos e expressões faciais. 

“Se a Samsung estiver mesmo usando a câmera frontal para rastrear os olhos do usuário e rolar uma página, é algo muito legal”, disse Llamas. “A câmera frontal é subutilizada”. Ele também imagina que no futuro usuários poderão fazer gestos como passar a mão sobre a tela da esquerda para a direita para atender uma chamada, ou fazer o gesto reverso para indicar que uma chamada deve ir para a caixa postal.

htc_one-360px.jpg
HTC One é um dos muitos novos aparelhos com carcaça em alumínio

Quanto à probabilidade de uma carcaça plástica no GS4, Milanesi disse que a HTC e outras fabricantes deram um “passo à frente [ao adotar o alumínio]. A Samsung precisa ter cuidado para que seus aparelhos não fiquem com uma aparência “barata” que não justifique o preço. Pode ser hora de olhar para algo mais além do plástico”.

A Samsung disse recentemente à CNET que plástico flexível torna mais fácil abrir a tampa traseira do aparelho para remover a bateria, e também ajuda a absorver impactos. A empresa também leva em conta a velocidade e eficiência com a qual consegue produzir um produto. Isso tende a favorecer o uso do plástico em vez do alumínio.

De acordo com vários relatos, espera-se que a tela do GS4 tenha uma densidade de pixels de 440 PPI (ou ainda maior). Mas Llamas questiona a importância disso, embora o número pareça impressionante em comparação aos 306 ppi do GSIII ou 326 PPI do iPhone 5. “O olho humano tem uma resolução de cerca de 340 PPI”, diz Llamas. “Será que as pessoas irão notar a diferença”?

O mesmo pode ser dito sobre o processador, seja ele um modelo quad-core ou octa-core. “Além da ficha técnica, será que alguém irá notar?”, diz Llamas. Segundo alguns relatos o GS4 será equipado com o novo processador Exynos 5 da Samsung, com oito núcleos, embora alguns analistas questionem se tal processador não irá ficar quente demais ou consumir energia em excesso. 

Fora da América do Norte o Galaxy S III é baseado em um processador Samsung Exynos Quad-Core operando a 1.4 GHz, e nos EUA em um Qualcomm Snapdragon S4 dual-core rodando a 1.5 GHz. O iPhone 5 da Apple é baseado em um processador Apple A6 dual-core, rodando a 1.02 GHz segundo informações de terceiros. De qualquer forma, um processador mais poderoso exigiria um aumento na capacidade de bateria para além dos 2100 mAh atuais do GSIII.

gs4_exynos5.jpg
Um processador Samsung Exynos 5 pode ser o coração do Galaxy S4

A tela de 5 polegadas (ou 4.99, de acordo com algumas fontes) seria um pouco maior que a de 4.8 polegadas do Galaxy S III, mas notavelmente maior que a do iPhone 5, que tem uma tela de 4 polegadas. Segundo Milanesi os aumentos na resolução e tamanho da tela são “melhorias incrementais que são importantes, mas não o tipo de coisa capaz de fazer o consumidor se decidir pela compra”. 

Não importa quais sejam as melhorias de hardware e software preparadas para o GS4, o evento da Samsung promete ser um espetáculo de marketing sem igual que irá atrair a atenção de toda a indústria para o aparelho. O evento acontecerá às 20:00 (horário de Brasília) desta quarta-feira, 14/03, no Radio City Music Hall em Nova Iorque, EUA.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail