Home > Dicas

O que fazer quando chegar a hora de migrar do XP para o Vista

Se você protelou até agora mas decidiu se render ao novo sistema operacional, saiba o que fazer para evitar problemas.

Redação da PC WORLD

17/11/2008 às 10h04

xp_para_vista_150.jpg
Foto:

xp_para_vista_150.jpgPassados quase dois anos do lançamento do Vista, muitos usuários continuam com o Windows XP instalado em seu PC – sem contar aqueles que, por inúmeras razões, fizeram o downgrade e instalaram a versão antigo do sistema operacional em um computador que trouxe o Vista instalado.

Mas, convenhamos, cedo ou tarde, para que se possa aproveitar tudo o que a tecnologia oferece, nos vemos obrigados a ceder e a migração chega a ser quase obrigatória. O que fazer, então, para evitar percalços? Que cuidados tomar?

Para começar, saiba que seu PC precisa de uma revisão. Quando o XP foi lançado, 256 MB de memória RAM era um luxo. Hoje, o Vista nem carrega em PCs com tal configuração. Se seu micro foi comprado há um ou dois anos, é muito possível que você possa usá-lo sem grandes sobressaltos com o Windows Vista.

A Microsoft informa que 512 MB de memória são suficientes, mas não é o mais recomendável. PCs com 1 gigabyte é essência, mas com um pente de memória de 1 GB custando menos que 80 reais, ter dois gigabytes vai ajudar sua migração a ser um sucesso – e você terá uma ótima experiência com o novo sistema.

Os processadores disponíveis nos últimos anos evoluíram muito e provavelmente seu PC deve ter um destes com velocidade de 2 GHz ou mais. Basta. E acredite, memória abundante é mais relevante que processador avançadíssimo.

Claro que os modernos chips com dois ou mais núcleos rodarão muito bem o Vista, mas não são essenciais. Também prepare o disco rígido, pois o Vista precisa de sete a dez gigabytes de espaço livre para se instalar e ter alguma área de trabalho. Um bom HD de 80 GB (modesto frente aos HDs de 500 GB ou mais de hoje em dia) já dá conta. Espaço livre adicional é importante para poder desfrutar os acessórios do Vista e programas que venham a ser utilizados.

Verificada a configuração, faça o download do programa Supervisor de Atualização do Windows Vista. Depois de instalado, o Vista Upgrade Advisor faz uma análise intensiva do PC e elabora um relatório com as recomendações que devem ser realizadas antes da desejada migração.

vista_assistente_01.jpg
Vista Upgrade Advisor: primeiro passo antes da migração

Concluída a verificação, o assistente exibe a versão do Vista mais recomendada em função das características de seu PC. Se você tiver algum dispositivo, software ou periféricos não suportados, eles serão relatados para que saiba o que eventualmente pode não funcionar após a migração.

Algum software pode precisar ser removido e reinstalado posteriormente. E dispositivos mais antigos podem simplesmente não ter driver para o Vista. No PC testado por PC WORLD, foi a configuração do hardware. Todos os dispositivos são compatíveis, porém há dois deles que a Microsoft não conseguiu ratificar (ao clicar podem ser vistos e avaliados).

Quanto aos programas há dois softwares incompatíveis, que devem ser removidos antes que a atualização seja feita e outros quatro programas que podem permanecer instalados, mas podem não ter funcionamento pleno no Vista.

vista_assistente_02.jpg
Compatibilidade: relatório mostra aplicativos que
podem não funcionar com o Vista

Nesses dois casos, o melhor a fazer é procurar obter versões mais novas destes softwares que sejam 100% compatíveis (se for possível).

Se forem programas que não são mais necessários, desinstale-os. Aí é só colocar o CD do Vista no drive e seguir os comandos que surgem na tela.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail