Home > Dicas

O que há de bom – e também de ruim – na chamada TI verde

Você também pode fazer sua parte para ajudar a salvar o planeta. Mas nem tudo que se vê por aí vale realmente a pena.

Chris Brandric, da PC World/EUA

12/01/2010 às 12h26

TI_Verde_150.jpg
Foto:

monitor_verde_150Tem se tornado cada vez mais fácil e desejável tornar os computadores mais ecologicamente corretos graças à combinação de soluções de softwares e hardware disponíveis.

O movimento verde na TI não é novo e começou com o programa Energy Star, criado em 1992, em um esforço para garantir que a indústria de computadores adotasse práticas ambientalmente sustentáveis, entre as quais o desenvolvimento de produtos, processos produtivos e o eventual descarte de materiais que causasse o menor impacto ambiental possível.

A indústria, na medida do possível, tem feito sua parte no sentido de produzir equipamentos ‘verdes’. Com o auxílio de determinados produtos e um punhado de aplicativos, você também pode fazer a sua parte.

Leia também: 
>> Mais verdes: Nokia, Apple, Sony, Toshiba e Philips se destacam 
>> Quatro passos para se adaptar ao conceito de TI sustentável 
>> TI verde pode aumentar demanda por videoconferência 
>> 15 produtos que podem ajudar o meio ambiente 
>> Fontes de energia alternativa podem alimenter seus eletrônicos 

Ecodesign ruim
Economizar dinheiro na conta de luz é uma coisa, mas salvar o planeta é um objetivo bem mais importante. Infelizmente, o USB Eco Button recentemente lançado com a promessa de salvar tanto o mundo quanto seu rico dinheirinho, falha nos dois aspectos e ainda por cima entra para a lista crescente dos gadgets inúteis.

eco_button_150O dispositivo é, essencialmente, um interruptor plástico para USBs capaz de colocar qualquer máquina com Windows (com exceção das que estiverem rodando o Windows 7) em um modo qualquer de economia de energia. Uma vez ativado, um software embarcado nele irá monitorar o consumo de energia e ainda registrar informações a respeito da economia da emissão de gases de efeito estufa (CO2) obtida com o dispositivo.

Mas então qual o problema? O Eco Button é simplesmente dispensável porque modos de economia de energia podem ser implementados por meio de software.

Se considerarmos os materiais e a energia utilizados para produzir o Eco Button, o resultado pode ser ainda mais desastroso. Isso sem contar o preço (14 dólares), ele é uma imitação de segunda classe de um dispositivo que já existe, o Ecobutton. Sim, é preciso muita atenção para distinguir o original da cópia.

Apesar desses tropeços, existem muitas maneiras de tornar seu PC mais “verde”. Reduzir as emissões de CO2 a partir da redução do consumo de energia elétrica é algo possível de ser alcançado por meio de produtos e serviços ecologicamente corretos.

Gerencie o consumo de energia no PC
Agora que você está devidamente convencido de não precisar de um botão plástico adicional para colocar seu computador ocioso em estado de suspensão, conheça estes aplicativos que fazem um trabalho semelhante sem comprometer a integridade da sessão ou os dados que estiverem em uso:

>> Edison: Desenvolvido pela Verdiem, este software gratuito ajuda a reduzir o consumo de energia elétrica no PC.

>> PowerManager 3: Esse aplicativo, criado pela DSSW, só roda em Mac e, pelo 29 dólares que custa, diz ser capaz de economizar centenas de quilowatts por hora (kWh) por ano. Uma versão de testes válida por 30 dias está disponível.

>> WatchOveEnergy: Embora não seja novo, este aplicativo aprovado pela Energy Star só é compatível com Windows pode ajudar numa economia da mais de 150 reais por mês graças a suas ferramentas de gerenciamento de energia.

>> PowerSave: Disponível para Macs e para PCs, o PowerWave promote gerenciamento inteligente do consume de energia. Uma versão gratuita para testes está disponível.

>> BizEE Benchmark:  Embora tenha sido desenvolvido inicialmente para uso commercial, este utilitário pode ser ajustado para uso doméstico e fornecer uma forma útil de controlar o consumo de energia.

>> JSutils: Este aplicativo oferece um conjunto de funcionalidades para economia de consume de energia que vale a pena verificar.

Ainda que exista uma grande variedade de soluções de software, a maior parte dos sistemas operacionais possuem modos de economia de energia embutidos, tais como o Energy Saver do Mac OS X e o Opções de Energia do Windows.

Hardware ecologicamente correto
reciclagem_150Substituir componentes do PC, entre outros gadgets, por alternativas ‘verdes’ é outra maneira de reduzir o impacto ambiental da TI que você utiliza.

A Apple  tem sido reconhecida por seus esforços recentes nesse sentido, mas outros fabricantes como Sony Ericsson, Toshiba e Philips também tem ganhado destaque por suas iniciativas 'verdes'.

Infelizmente, a crise econômica que atingiu as empresas de todo o mundo ao longo de 2009 fez com que o interesse de todos por migrar para produtos ecologicamente corretos diminuísse, mas alguns fabricantes mantiveram seu foco e apresentaram suas ofertas

A Western Digital, por exemplo, possui uma variedade de discos rígidos que prometem uma redução entre 4 e 5 watts, em média, quando comparados a modelos similares. Parece pouco? Multiplique isso pelo número de HDs que uma empresa têm para ter uma idéia aproximada do que essa redução pode significar no consumo de energia ao longo de um ano.

Já a MSI apresentou, no final de 2009, a Wind, placa-mãe projetada com o objetivo de consumir menos energia. Quando ociosa, esta motherboard consome 10% menos energia do que modelos similares nas mesmas condições.

Na área de monitores, a NEC lançou recentemente o MaultiSync de 17 polegadas que vem com um eco-modo especial criado para consumir 42% menos energia do que modelos com as mesmas características – o equipamento recebeu aprovação da Energy Star.

A adoção destes ou de outros produtos e equipamentos amigos da natureza, os usuários e principalmente as empresas podem economizar ao longo de um ano uma boa quantia ao reduzir o valor de suas contas de energia elétrica e, ao mesmo tempo, contribuir um pouco para a sobrevivência do planeta Terra.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail