Home > Notícias

Obama vai designar especialista para cibersegurança dos EUA

Obama promete mais esforços para proteger setores estatal e privado contra ataques virtuais.

Redação do IDG Now!

29/05/2009 às 17h18

Foto:

A infraestrutura digital dos Estados Unidos está sob grave ameaça de uma série de ataques e precisa ser protegida. O presidente Barack Obama disse esta manhã em uma entrevista coletiva quais são suas propostas para segurança do ciberespaço feitas pela administração de seu governo.

O presidente anunciou também a criação de um cargo para coordenar a cibersegurança da Casa Branca. Quem ocupar o cargo será responsável pela supervisão de uma estratégia nacional para proteger os interesses americanos no universo virtual.

"O futuro coordenador será responsável pela integração de todas as políticas de segurança cibernética do governo, e essa pessoa será escolhida pelo presidente", disse Obama.

Ele descreveu a ideia como uma tentativa de oferecer um alto nível de segurança cibernética ao governo, bases militares e ao setor privado - principais alvos de ataques de crackers, disse o presidente.

"Não estamos tão preparados como deveríamos estar", afirmou Obama, salientando que atualmente ninguém é responsável pela supervisão da cibersegurança do governo dos EUA. "Esta situação já não é aceitável", disse.

Reforçando a segurança nacional, Obama observou que as agências de defesa estão recebendo frequentes ataques. Ele lembrou de um malware que infectou os computadores do Departamento de Defesa no ano passado.

Ele também lembrou que a sua própria campanha presidencial online foi atacada no ano passado.

Os planos de Obama são baseados em uma pesquisa de governo realizada pela antiga administração de Melissa Hathaway, chefe de gabinete nomeada por Bush para dirigir o espaço virtual.

O novo coordenador será um membro do Conselho de Segurança Nacional, que será encarregado de relatar a situação da proteção tanto para a Agência de Segurança Nacional (NSA, na sigla em inglês) quanto para o conselho econômico da Casa Branca. A meta é ter alguém com acesso direto ao presidente para discutir os planos de cibersegurança e estudar mudanças em todos os órgãos governamentais, se necessário.

Obama reforçou que seus esforços para aumentar a segurança cibernética são para evitar espionagens na comunicação pela internet

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail