Home > Dicas

Obtenha efeitos especiais nas fotos usando uma lanterna

Saiba como criar efeitos divertidos e inusitados com a técnica Lightpainting, utilizando apenas uma câmera digital, tripé e lanterna.

Dave Johnson, PC World / EUA

11/09/2009 às 16h15

flashlight_150.jpg
Foto:

Se pararmos para analisar, uma fotografia nada mais é do que um desenho feito com luzes – o que significa que você pode literalmente criar suas próprias imagens utilizando uma luz de forma controlada.

Alguns softwares criam este efeito, conhecido como Lightpainting, em uma foto comum, mas vamos ver como criar este mesmo efeito usando apenas uma câmera fotográfica que possua controles manuais (pelo menos que possibilite trabalhar com longas exposições), um tripé e uma lanterna.

Montando o cenário

Para começar, como já mencionamos, é preciso ter uma câmera que possua modo de longa exposição. Algumas pessoas utilizam a velocidade do obturador em 8 segundos, mas nossos resultados com esse tempo não ficaram bons. O ideal é usar velocidade entre 16 e 30 segundos.

flashlight_03_350.jpg

Foto gerada com a técnica Lightpainting

Como o modo de longa exposição pode gerar imagens borradas por um simples ruído ao segurar a câmera, o correto é usar o tripé para uma imagem mais estável. Se não tiver um, pode usar uma superfície plana e firme, como uma mesa, cadeira, etc.

E claro, precisará de uma ou mais lanternas. Se tiver, utilize também seu flash externo (aquele que você encaixa na câmera), mas não o monte na câmera, pois será usado manualmente apenas para iluminar.

Criando a foto

Depois que estiver com todos os equipamentos necessários, será preciso esperar anoitecer ou então criar as fotos em um ambiente bem escuro. Então monte a câmera no tripé, acione o modo longa exposição e injete a luz da lanterna diretamente na lente da câmera ou como parte da cena.

Neste exemplo (Fig. 1) posicionamos dois homens em um ambiente escuro, acionamos o modo longa exposição e criamos a primeira iluminação com um disparo do flash.

flashlight_01_350.jpg

(Fig. 1)

Então cuidadosamente inserimos o feixe de luz da lanterna em uma linha reta, ligando o homem ao fundo com o homem no primeiro plano. Para completar, tiramos da cena o homem do primeiro plano e novamente acionamos o flash, para criar um efeito como se o homem estivesse se desintegrando.

Nestes outros exemplos com uma garota, criamos um efeito interessante e pouco previsível, visto que o resultado se dá conforme você varia a intensidade e a direção da luz da lanterna. O importante é que quem estiver com a lanterna não fique próximo da pessoa ou objeto que está sendo fotografado, pois algumas vezes é possível ver uma parte do corpo de quem não deveria estar na foto.

Controlando a luz

Como a técnica depende do movimento da luz em um ambiente escuro, obviamente nem sempre os resultados serão satisfatórios – por isso trata-se de uma experimentação.

flashlight_02_350.jpg

Como o obturador precisa ficar aberto por bastante tempo, isso significa que a única função da câmera que você poderá controlar é a abertura do diafragma. Se você usa uma abertura pequena (o que nos leva a um número grande, como f/18), o efeito da luz será irrisório. Já uma abertura maior (número menor, como f/5.6) trará muito mais luz, e também significa que qualquer luz no ambiente irá iluminar a cena toda.

Mas isso também significa que a luz da lanterna será mais clara, o que pode ser bacana para criar uma imagem fantasma de uma pessoa ao contorná-la com a lanterna. Comece com uma abertura intermediária, como f/8, e vá testando os diferentes aspectos da sua imagem.

Posicionando a lanterna

Dependendo da forma que você apontar a luz da lanterna, será criado um efeito diferente. O ideal é apontá-la diretamente para a lente da câmera, pois dará um resultado mais dramático e com luzes mais marcantes.

Mas como alternativa, tente iluminar os objetos que estão na cena. Em um ambiente bem escuro, posicione objetos e até pessoas e as ilumine de forma pontual com a luz, iluminando alguns pontos por poucos segundos.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail