Home > Notícias

“Ódio” de Jobs pelo Google causou fim de parceria nos mapas do iOS 6, diz site

Segundo Bloomberg, que cita fontes da Apple, executivo acredita que rival copiava recursos do iPhone. Ex-CEO teria designado até uma equipe secreta para projeto.

Da Redação

04/10/2012 às 17h27

Foto:

O ex-CEO da Apple é o “culpado” pela saída do Google Maps do iOS, que acabou resultando em muitas críticas ao novo serviço de mapeamento da Apple. As informações são da Bloomberg.

Segundo o site, funcionários não-identificados da Apple afirmam que foi o próprio Jobs que iniciou o projeto de mapeamento e colocou, inclusive, o VP de software do iPhone, Scott Forstall, a cargo disso. A reportagem ainda aponta que Jobs designou uma equipe secreta no prédio da empresa apenas para trabalhar no projeto. A razão para isso seria o ódio que o executivo passou a sentir do Google nos últimos anos, já que, em sua opinião, a gigante de buscas estava copiando recursos do iPhone no Android, além de guardar recursos melhores para o Google Maps no sistema rival do iOS.

Não é possível saber o quanto Jobs estava envolvido com o projeto de um serviço de mapas próprio, mas vale notar que a Apple começou a comprar empresas de mapeamento no início de 2009.

A pergunta que fica é se os mapas teriam ficado da forma como foram lançados há algumas semanas, cheios de erros, caso Jobs ainda estivesse vivo.

O cofundador da Apple teve sua morte anunciada em 6 de outubro do ano passado, exatamente um dia após a apresentação do iPhone 4S.

Leia também

- Após fiasco do iOS 6, Google lança Street View com acesso pelo navegador

ios6mapas3d01

Novos mapas do iOS 6 receberam muitas críticas pelos erros grosseiros de exibição e localização

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail