Home > Notícias

Oi e Telefônica também não vão cobrar pela migração da portabilidade

Operadoras entram na onda de Vivo, Claro e Sercomtel e anunciam que não cobrarão taxa de portabilidade em redes fixa e móvel.

Daniela Braun, editora executiva do IDG Now!

28/08/2008 às 18h36

Foto:

Antes mesmo de ser divulgada pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), a taxa de portabilidade numérica foi eliminada pela maioria das operadoras.

Oi  e Telefônica entraram na onda de Claro, Vivo e Sercomtel e informaram, na tarde desta quinta-feira (27/08), que também não cobrarão a taxa de portabilidade para receber usuários de outras operadoras.

A portabilidade numérica, que permite a mudança de prestadora de serviço sem alterar seu número telefônico - fixo ou móvel - começa a ser implantada na segunda-feira (01/09), nos seguintes Estados: São Paulo (códigos 14 e 17), Espírito Santo (27),
Minas Gerais (37), Paraná (43), Goiás (62), Mato Grosso do Sul (67) e Piauí
(86).

"A Oi acredita que a conjugação da portabilidade numérica com o desbloqueio de aparelhos permitirá aos consumidores brasileiros usufruir na plenitude de seu direito de escolha. A portabilidade será iniciada na Oi sem custo para o consumidor", declarou a operadora em um comunicado na noite de hoje.

A Anatel pretende divulgar o valor oficial da taxa de portabilidade nesta sexta-feira (29/08). O preço estimado era de 10 reais por migração, mas parece que a taxa será eliminada pelas operadoras antes mesmo de sua divulgação.

A Telefônica conta atualmente com 11,9 milhões de linhas fixas em serviço. Já a Oi registrou 13,9 milhões de clientes em telefonia fixa e 20,3 milhões de usuários de telefonia móvel no primeiro semestre deste ano.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail