Home > Notícias

OLPC diz que laptop de US$ 100 pode não ter Linux e vir só com Windows

Um dia após o presidente da OLPC sair, Nicholas Negroponte admite que distribuição Sugar pode dificultar adoção do XO.

Computerworld/EUA

23/04/2008 às 11h56

Foto:

Um dia após a saída do presidente de software da One Laptop per Child, Walter Bender, o fundador e presidente do conselho do projeto educacional afirmou que o laptop XO pode usar apenas o sistema Windows XP, com as aplicações educacionais criadas para o sistema Sugar rodando sobre o software da Microsoft.

Nicholas Negroponte também afirmou à Associated Press nesta terça-feira (23/04) que a insistência da OLPC em usar apenas software gratuito e de código aberto impediu a melhora da usabilidade do XO e vem afastando potenciais novos usuários.

A interface gráfica para usuário do Sugar, por exemplo, "cresceu sem critério" e "não tinha arquitetura de software que contemplava seu crescimento ordenado", afirmou. Também, os laptops não suportam a versão mais recente do Flash, amplamente usado por sites educacionais para crianças.

"Existem alguns exemplos como estes, que temos que resolver sem se preocupar sobre o fundamentalismo da comunidade de código aberto", continua. "É possível ser um defensor do código aberto sem ser um fundamentalista do código aberto".

Negroponte também afirmou que a versão dual-boot, em que XO poderia rodar tanto o Windows como o Linux, estará logo pronta. Ele já revelou em janeiro que o grupo está trabalhando com a Microsoft na versão com ambos os sistemas.

A admissão que o XO pode eventualmente rodar apenas Windows, no entanto, deverá desagradar muito os que mais suportaram o projeto, que vêem o OLPC e sua preferência por softwares abertos como uma maneira de desafiar a dominação da Microsoft.

Mas a estratégia da OLPC pode também ser mais atrativa para novos usuários, tanto educadores como consumidores convencionais comprando XOs para seus filhos.

A mudança para Windows também poderia remover barreiras impostas tanto pela Microsoft como pela Intel, que oferece um laptop rival com Windows, chamado Classmate PC.

Uma fonte próxima à OLPC afirmou que o grupo ainda está mostrando laptops usando a distribuição própria de Linux Sugar ainda para possíveis clientes, mas indicou sua vontade de oferecer o XP a clientes educacionais para tentar minimizar problemas de compatibilidade.

Bender afirmou ao blog OLPC News que não sabia de nenhum plano sobre uma suposta versão apenas com Windows do XO. O ex-presidente, no entanto, afirmou à AP que planejava o lançamento de um esforço independente para fazer com que o Sugar rodasse em outros PCs além do XO.

Negroponte pretende "apenas ver laptops de baixo custo nas mãos de crianças", afirmou Michael Evans, do conselho da OLPC, após a Microsoft anunciar que ofereceria Windows e Office para estudantes por 3 dólares em países em desenvolvimento.

"Se isto significa que as companhias preencham esta requisição, ele estaria feliz. Nossa missão não é vencer Apple, Dell ou Microsoft".

Ironicamente, Evans é vice-presidente de desenvolvimento corporativo da Red Hat, desenvolvedora de Linux cuja distribuição Fedora foi usada de base para o Sugar.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail