Home > Notícias

One UI: como a Samsung usou o Android para criar uma nova interface

Uma versão do sistema operacional do Google totalmente adaptada aos aparelhos da sul-coreana. E que chega agora aos novos Galaxy S10 e S10+

24/02/2019 às 15h35

Foto:

Quer você chame isso de TouchWiz ou de Samsung Experience, a interface dos telefones Galaxy sempre pareceu estar lutando contra o Android, em vez de adotá-lo. Não é apenas a presença de aplicativos duplicados para tudo que o Google faz, ou até mesmo a loja de aplicativos proprietária que vende versões de aplicativos da Play Store com a marca Galaxy. Mais do que qualquer outra carcaça, os celulares da Samsung sempre fingiram que o Android não estava lá, cobrindo-o com uma camada grossa de tinta e ignorando muitos dos recursos mais recentes.

Seja por medo ou respeito, a companhia sul-coreana manteve sua resistência superficial. As características da marca e outros ajustes foram supérfluos e cosméticos. Como resultado, os telefones Galaxy sofreram com uma interface que sempre trouxe uma impressão pesada e sem muita usabilidade.

Isso mudou com o One UI. A mais nova atualização do sistema operacional da Samsung ainda é alimentada pelo Android 9, com a capa da Samsung no topo, adicionando uma nova camada que é diferente de qualquer interface anterior do Galaxy. Não é diferente por ser diferente. É diferente por ser melhor.

Um novo visual arrojado

Quando a Samsung anunciou o update do Android Pie na conferência de desenvolvedores da empresa, em novembro, ficou claro que essa não era uma atualização normal. A Samsung dedicou um grande esforço para refinar e repensar a interface do usuário do Galaxy, conhecida atualmente como a Samsung Experience, com um olho no futuro dos dispositivos dobráveis e no 5G.

Obviamente, há novos ícones de apps e fontes, mas as mudanças visuais vão muito além dos ajustes estéticos. A Samsung diz que o One UI foi criado para que seu hardware e software “trabalhem juntos em perfeita harmonia”. Há uma amigável e definitiva semelhança à Apple entre as curvas do S9 e a nova linguagem de design. Uma interface do usuário parece leve e fluida no Galaxy S9, como o Android 9 faz no Pixel, e ele vai se sentir em casa no S10.

Mais notavelmente, o One UI não se parece em nada com o Android 9 Pie que você vê nos telefones Pixel e no OnePlus 6T. Parece que foi feito para os telefones da Samsung. O conjunto de aplicativos do Galaxy sempre teve uma interface única, mas o One UI apresenta uma nova abordagem para apresentar o conteúdo e controles que levam a intenção em consideração. Com o One UI, a Samsung se libertou das restrições do Android e desenvolveu uma linguagem para seus aplicativos, que é inteligente, elegante e sofisticada.

Tenho testado o One UI no S9 por algumas semanas, e eu realmente sinto falta dos novos aplicativos da Samsung quando mudo para outro dispositivo. Os telefones mais recentes da Samsung sempre foram os mais bonitos para rodar o Android, mas o One UI no S10 finalmente traz uma interface que combine.

Repensando a funcionalidade

O One UI introduz duas novas áreas de interação quando se trata de aplicativos: conteúdo e controle. A filosofia é simples, mas extremamente engenhosa, facilitando o acesso ao conteúdo com uma mão sem a necessidade de acessar um modo reduzido. Como resultado, as interações são mais rápidas e mais agradáveis.

Quando você inicia um aplicativo do Galaxy, o conteúdo de que você precisa, como mensagens recentes ou menus contextuais, é empurrado para baixo na tela, de modo que ele fique no nível dos olhos e do polegar. Depois que você começa a tocar e rolar, as coisas se expandem para preencher a tela como de costume, mas o One UI coloca sabiamente a ênfase no primeiro toque. Mais frequentemente, seus dedos serão posicionados onde precisam estar assim que um aplicativo for aberto.

A navegação também reduz os toques. O Google introduziu a navegação por gestos no Pie, mas o método da Samsung é mais simples e natural. Em vez de um botão de início, a Samsung apenas adiciona gestos ao sistema existente: deslize para cima a partir do centro para acessar a home, à direita para voltar e à esquerda para ver seus aplicativos recentes. É isso aí. Não há um novo sistema para aprender, nenhum novo músculo para treinar. Depois de um dia, eu já estava tentando fazer isso em meus outros telefones. O sistema certamente se tornará mais sofisticado à medida que evolui, mas por enquanto, é inteligente e rápido. Com as molduras super finas do S10, a navegação por gestos parece ser incrivelmente fluida, como um vidro inteligente pronto para responder aos seus toques.

Dançando no escuro

Mas a peça de resistência do One UI é o modo noturno. Um recurso muito aguardado do Android, a versão One UI da Samsung está totalmente pronta – há até um botão no menu de configurações rápidas para ativá-lo. O Modo Noturno em One UI tira o máximo proveito das telas OLED, pintando o painel de notificações com um lindo pincel preto-escuro e dando a todo o sistema um brilho refinado e quase brilhante.

É a primeira vez que não quero despejar os aplicativos da Samsung em uma pasta e esquecê-los. Todos e cada um deles parece bonito no modo escuro. Mesmo coisas como o painel de notificação recebem vida nova. O azul brilhante dos ícones de configurações rápidas aparece contra o fundo escuro e até os botões da Calculadora parecem mais nítidos. Honestamente, espero que o Google simplesmente copie os rumores de modo escuro do One UI no Android Q, porque não poderia ficar muito melhor.

Eu não posso acreditar que estou escrevendo isso, mas com o One UI a Samsung realmente parece estar à frente do Android. Tudo o que fazia com que a Experiência Samsung parecesse desajeitada e desordenada foi removido e refinado. Parece tanto um recomeço quanto uma separação do que a Samsung percebeu ser amarras do Android. Ao trazê-lo para o S9 antes do S10, a Samsung está preparando o terreno para aprimoramentos que aproveitam o hardware criando uma experiência elegante e perfeita.

O One UI não é apenas para telefones. O recentemente lançado tablet Galaxy Tab S5e da Samsung também tem isso a bordo. O amplamente aclamado Galaxy Watch Active também será lançado com o One UI, trazendo uma harmonia visual e funcional entre os dispositivos da Samsung, diferente de tudo no ecossistema Android.

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail