Home > Notícias

OnLive Desktop permite usar Windows e Office no iPad

Cliente emula máquina virtual com pacote de produtividade e possibilita criar e sincronizar documentos na nuvem; veja análise

Loyd Case - Macworld/Reino Unido

17/01/2012 às 12h50

Foto:

Estou escrevendo esse texto, como geralmente faço, utilizando o Microsoft Word. Porém, desta vez  faço isso de um iPad 2, e não um Mac. Isso é possível graças ao OnLive Desktop, um cliente para o tablet da Apple. 

O OnLive é um serviço de máquina virtual que permite ao usuário que possua uma conexão de banda larga (esteja ele no Mac, PC ou outra plataforma) jogar diversos games para PC, por exemplo. Ou seja, um bom link é indispensável.

Os servidores do produto fazem todo o trabalho pesado - renderização 3D, por exemplo - para depois transmitir o resultado em vídeo para a aplicação. Sendo assim, se você pode transmitir até games, aplicativos de produtividade também são boa pedida. 

Como funciona
Antes de baixar o aplicativo na App Store, é preciso primeiro criar uma conta no OnLive. Depois de preencher seus dados (e certificar que é maior de 18 anos), o OnLive Desktop pode ser aberto, para que o usuário entre com a sua conta.

Se tudo estiver funcionando direito, será exibido um desktop simples do Windows, alguns softwares essenciais (Word, PowerPoint, Excel, entre outros). Ao começar a interagir com o desktop virtual, note que o teclado usado é diferente do padrão utilizado pelo iPad - essa é uma das muitas diferenças entre as interfaces do iOS  e do Windows 7 que é preciso se acostumar. 

A interface touch do Windows implementa alguns recursos que os usuários gostam, como menus contextuais (acessados a partir do botão direito do mouse), que é ativado quando o usuário mantém o dedo na tela por alguns segundos. Outros comandos touch funcionam como esperado: deslizar documentos, zoom de pinça, entre outros. 

 

onlivedesktop01.jpg

Tela do iPad torna-se um display com Windows; até o teclado utilizado é da Microsoft

Dito isso, os usuários de Windows perceberão que há muitos recursos ausentes, o que torna essa versão do sistema operacional muito básica. Não há acesso ao Painel de Controle, dados sobre espaço de armazenamento (a conta gratuita dá direto a 2GB de dados), e outras aplicações. Qualquer tentiva de alterar configurações do Windows não produz resultado, e não há um browser para navegar na web ou baixar outros programas. 

Ferramentas disponíveis
Por outro lado, você tem acesso completo às versões do PowerPoint, Word e Excel do Windows, que funcionam muito bem, apesar de certa demora do teclado algumas vezes.

A versão web do Onlive oferece uma maneira simples de trocar arquivos entre o iPad, a versão do Office para Mac e o PC com Windows, sendo que qualquer alteração feita nos arquivos do Onlive Desktop é automaticamente sincronizada com os servidores do aplicativo. 

O acesso a sua conta do Onlive Desktop também pode ser feito pelo navegador, caso o usuário queira baixar ou fazer upload de arquivos para serem editados ou exibidos no iPad ou na sua máquina principal, seja Mac ou PC - é possível até fazer streaming de vídeos e músicas através do OnLive.

Como citado, a conta gratuita do OnLive dá direito a 2 GB de armazenamento online aos programas da Microsoft. Caso você queira mais opções, pode desembolsar 10 dólares para obter uma conta Pro, com 50 GB de espaço, navegação web e a habilidade de instalar aplicações adicionais.

O serviço também possui versões corporativas, que incluem opções adicionais de customização para usuários finais das empresas. Opções futuras incluirão serviços colaborativos, como compartilhamento de desktop (com chat). 

O OnLive Desktop é gratuito e é compatível com iPad rodando iOS 4.3 ou superior.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail