Home > Notícias

Operação PayBack desiste dos ataques DDoS e enviará faxes às empresas

Em chats on-line, ativistas estão convocando voluntários a "inundar" os números de fax das empresas que boicotaram o WikiLeaks.

IDG News Service

14/12/2010 às 9h48

Foto:

Os ativistas responsáveis pela Operação Payback encontraram uma outra maneira de protestar contra as corporações que desistiram de prestar serviços ao site WikiLeaks.

Em chats, alguns integrantes publicaram números de fax de cerca de seis corporações e estão convocando voluntários a enviarem mensagens em grandes quantidades às empresas, usando serviços online gratuitos como MyFax.com e FaxZero.com. Eles ainda recomendam que as pessoas usem ferramentas como o Tor Project, para que elas não sejam identificadas pelas autoridades. 

A nova medida vem na sequência dos ataques de negação de serviço (DDoS) contra sites de companhias como Visa, MasterCard e PayPal. 

"O inimigo está se adaptando às nossas estratégias. Mas, senhores, eles estão presos a inúmeras burocracias. Podemos mudar mais rápido do que eles", declarou o grupo em uma nota, na última segunda-feira (13/12).

Para o conteúdo enviado por fax, os ativistas estão incentivado o envio da famosa máscara do personagem do filme "V de Vingança", com o rosto do soldado inglês Guy Fawkes, como também de trechos aleatórios dos documentos confidenciais do Departamento de Estado dos Estados Unidos (EUA), que estão sendo divulgados pelo WikiLeaks. 

“Ainda não está claro quanto uma campanha como essa pode ser prejudicial. Poucas horas depois de seu lançamento, o chat on-line para coordenar os ataques de fax tinha cerca de 73 membros”, disse o analista de segurança da empresa de monitoramento Netcraft, Paul Mutton. 

O grupo por trás da Operação Payback, chamado de Anonymous, já tentou esta tática antes. Em janeiro de 2008, ele incitou os membros a enviarem repetidos faxes para a Church of Scientology - Igreja de Cientologia - outro de seus alvos favoritos.

Embora os ataques da Operação Payback tenham obtido grande repercussão na mídia, eles tiveram pouco efeito prático sobre as empresas. 

Para as corporações não é tão difícil se defender de ataques de DDoS. Mas, à medida que precisam investir para proteger e zelar por sua infra-estrutura, isso gera um custo para as companhias e dificulta qualquer tipo de relacionamento online com o cliente. 

"Os websites são, geralmente, o primeiro contato entre a empresa e o cliente", completou Mutton.

Os ataques de faxes parecem mesmo uma tentativa de aborrecer as instituições. Dos números divulgados pelo Anonymous ontem à tarde alguns já não respondiam. Um número de fax da Visa, que estava listado pelo Yahoo Finance, aparentemente, já havia sido desativado pela companhia.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail