Home > Notícias

Operadoras criam aliança para combater pornografia infantil em celulares

Mobile Alliance Against Child Sexual Abuse Content quer bloquear sites impróprios, evitando que celulares distribuam pornografia.

IDG News Service/França

11/02/2008 às 11h20

Foto:

selo_mobile_congress_entradaOperadoras de celular anunciaram nesta segunda-feira (11/02), durante o World Mobile Congress, a Mobile Alliance Against Child Sexual Abuse Content, uma iniciativa para evitar o uso de celulares para distribuição de pornografia infantil.

“Hoje é simples para uma pessoa postar na web os vídeos feitos com seus celulares”, alerta o presidente da GSM Association, Craig Ehrlich. Ele enfatiza que as tecnologias estão sendo exploradas por crackers para criar e distribuir conteúdo ilegal.

Mais sobre o congresso:
> Leia a cobertura completa do World Mobile Congress

Os integrantes da nova aliança pedem que os sites que hospedam pornografia infantil, conhecidos como ilegais pelas autoridades, sejam bloqueados. Além disso, pedem também que conteúdos duvidosos hospedados em seus próprios serviços sejam tirados do ar.

As operadoras pedem proteção governamental para si, evitando assim acusações de censura. “Queremos enfatizar que a segurança é importante, mas ela não deve ser usada como uma desculpa para o bloqueio de outras informações”, afirma o Secretário Geral da União de Telecomunicações Internacional, Hamadoun Touré.

Viviane Reding, integrante da Information Society, afirma que a Comissão Européia reforçará a estratégia encorajando a cooperação com a Interpol e Europol.

selo_mobile_congress_02A operadora norueguesa Telenor é uma das pioneiras no uso destes filtros. Em 2004, a empresa bloqueou 274 sites, e registra 15 mil tentativas diárias de acesso aos sites bloqueados, afirma o vice-presidente executivo da Telenor Nordic, Morten Karlsen Sørby.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail