Home > Notícias

Operadoras oferecem solução provisória para medir velocidade da banda larga

Telefônica, Net, Oi e Embratel oferecem em seus sites links para o serviço gratuito speedtest.com. Prazo para oferecer software próprio acaba em 1/11.

Redação

29/02/2012 às 17h11

Foto:

Desde ontem (29/02), as provedoras de internet banda larga estão obrigadas a oferecer um software para mensurar a velocidade de conexão, de acordo com a Resolução nº 574, aprovada em outubro de 2011 pela Anatel. No entanto, em vez de oferecer um programa próprio, Telefônica, Net, OiEmbratelCTBC, Sercomtel e Cabo Telecom estão apenas redirecionando os internautas para o serviço Speedtest.net

Em seus sites, as operadoras alertam os internautas que a forma de mensurar a velocidade da banda larga é provisória e que o software definitivo deverá estar disponível até 1º de novembro, fim do prazo determinado pela Anatel.

A GVT diz, em seu site, que "não estabelece cláusula de velocidade mínima oferecida nos planos de banda larga e tem o compromisso de entregar a velocidade contratada pelo cliente". A operadora já oferece, desde 2009, uma ferramenta chamada Teste Power, e também disponibilizou o link de acesso ao site SpeedTest na home da página da companhia, na seção Cliente GVT, na parte inferior central do portal.

A Anatel obriga operadoras fixas e móveis a entregar aos clientes um percentual mínimo, que aumentará gradualmente, da velocidade de conexão contratada  Muitas empresas garantem apenas 10% da taxa de download - ou seja, se o plano é de 10 Mbps, entregam 1 Mbps.

As operadoras de internet fixa e de celular serão obrigadas a oferecer no mínimo 20% da velocidade contratada a partir de novembro de 2012, 30% em 2013 e 40% em 2014.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail