Home > Notícias

Opinião: a Apple deve matar o iPhone 4 o mais rápido possível

Apesar dos cases gratuitos e das estatísticas apontadas por Steve Jobs na última sexta-feira, a companhia deve encurtar seu ciclo de upgrade do smartphone.

Jeff Bertolucci, PC World / EUA

20/07/2010 às 12h25

Foto:

Imagem é tudo. E é por isso que a Apple deve exterminar o iPhone 4 o mais rápido possível.

Em sua conferência para imprensa na última sexta-feira, 16/7, o CEO da companhia, Steve Jobs, admitiu que o iPhone 4 possui falhas, sem dúvida algo difícil para um homem conhecido por suas maneiras perfeccionistas. Ele até ofereceu cases gratuitos para diminuir os problemas de recepção e sinal que atingem alguns usuários do smartphone.

Jobs se estendeu bastante para defender o iPhone 4, argumentando que o problema da antena tinha sido tratado de maneira exagerada, e alegando que telefones de outras fabricantes sofrem com o mesmo problema. Ele também apresentou estatísticas para apoiar seu caso: apenas 0,55% dos donos do smartphone entraram em contato com o suporte da Apple para informar problemas de antena ou recepção.

Mas nada disso importa. O iPhone 4 agora está manchado perante os olhos do consumidor. Não é mais um triunfo de forma e funções, mas, em vez disso, um aparelho aleijado que exige um case para funcionar corretamente.

Nós poderíamos ficar o dia todo debatendo as virtudes e méritos do design da antena do iPhone 4, mas isso está além da discussão. A percepção é a realidade aqui, e o público agora vê o mais recente produto da Apple como “o telefone que perde ligações”. E ninguém pode culpar a AT&T (operadora exclusiva do smartphone nos EUA) dessa vez.

apple4.jpg

Steve Jobs durante sua conferência de imprensa, na última sexta-feira, 16/7.

Não estou sugerindo que a Apple redesenhe completamente o iPhone 4, que recebeu muitos elogios por sua tela de alta-resolução e outros novos recursos. Mas a companhia deve redesenhar a antena do telefone para eliminar o chamado “Grip of Death” de uma vez por todas. Algumas mudanças estéticas também podem ser feitas, apenas para diferenciar o novo modelo de seu desacreditado antecessor.

Então, após rigorosos testes beta, a Apple deveria renomear o telefone e lançá-lo ao público ansioso. Bem, talvez não tão ansioso quanto antes. Na próxima vez, provavelmente haverá mais ceticismo (saudável) do consumidor e menos adulação. A Apple precisa agir agora. Em vez de seguir seu ciclo anual de upgrade para o iPhone – um passo relativamente lento no mundo dos telefones celulares – ela deve lançar um novo modelo o mais rápido possível.

De novo, o iPhone 4 perdeu a coroa. Não é mais o gadget mais legal do pedaço. As pessoas não vão se extasiar perante seu novo iPhone, elas vão perguntar se você está tendo problemas com sinal.

Por isso, Apple, mate o iPhone 4! Remova qualquer vestígio do aparelho na Apple Store! Enfie uma estaca no coração do smartphone!

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail