Home > Notícias

Opinião: Por que o Mac OS está cada vez mais parecido com o iOS

Aproximação pode melhorar ambas as plataformas, e ainda traz novos consumidores de computadores da empresa

Kirk McElhearn, Macworld / EUA

22/05/2012 às 19h45

Foto:

Quando a Apple exibiu o preview do OS X 10.8 Mountain Lion no começo deste ano, muitas pessoas concluíram que o sistema operacional dos Macs ficou com a “cara” do iOS. Em outras palavras, recursos foram levados do sistema operacional móvel para o desktop/notebook, uma continuação da campanha “Back do the Mac”, que começou com o anterior Lion. 

Apesar de muita gente ter reclamado a respeito da mudança, afirmando que certas coisas funcionam melhor no iOS do que no Mac (exatamente porque foram feitos para plataformas completamente diferentes), ambos os sistemas possuem a mesma fundação, e não há razão para que ferramentas eficientes de um não sejam adicionadas ao outro. No entanto, penso que a Apple está desenvolvendo uma estratégia muito mais profunda e a longo prazo nessa transformação do OS X.

No último trimestre, os ganhos da Apple foram dominados por vendas de dispositivos iOS. Da receita total de 39,2 bilhões de dólares, o iPhone e iPad representaram três quartos das vendas da companhia de Cupertino. Mesmo com o crescimento dos Macs estando muito à frente do resto do mercado de PCs, os computadores da empresa ainda representam menos de um quinto da receita da empresa. A Apple está alcançando recordes de vendas com os aparelhos que foram lançados nos últimos cinco anos. 

Ao mesmo tempo, há outro dado interessante que apareceu no anúncio dos resultados financeiros da companhia: metade dos Macs vendidos nas lojas da empresa são para novos consumidores, que trocaram de plataforma. É uma lógica simples: se uma pessoa tem um iPhone ou um iPad e está feliz com seu dispositivo, ela irá considerar a ideia de comprar um Mac. Ao ver o equipamento na loja, há os aplicativos como iCal, Preferências do Sistema e iChat, que são parecidos com seus equivalentes no iPhone. Todavia, não seria muito mais fácil se eles fossem apenas Calendário, Ajustes e Mensagens? Ou ainda o botão de compartilhar, presente no sistema para enviar materiais por e-mail, de forma muito mais rápida e intuitiva do que a interface original do OS X?

 

vendasapple01.png
Vendas de iOS são as maiores produtoras de receita da empresa (clique para expandir)

 

O crescimento de Macs é impressionante, mas a companhia pode fazer muito mais ao aproximá-lo de pessoas que já se habituaram ao iOS. Elas já sabem mexer no iPhone, então um Mac não será nenhum mistério. Essa mudança não tem o objetivo de prejudicar o OS X, mas sim criar uma consistência entre as plataformas. Isso não significa que irão surgir notebooks com telas sensíveis ao toque. Porém tornar ambos sistemas coerentes é a melhor estratégia para que a Apple faça com que as pessoas comprem Macs. 

Além disso, o iCloud está claramente desenvolvido para ligar ambos tipos de equipamentos. No Mountain Lion, o sistema de armazenamento em nuvem será melhorado, gerenciando lembretes, notas, senhas, e muito mais. Uma vez que toda essa sincronização se torne transparente, a habilidade de pular de um iPad para o Mac será uma experiência muito mais natural. 

Numa campanha publicitária, a Apple pode mostrar para as centenas de milhões de usuários de iOS o quão fácil é comprar um novo Mac, inserir seu Apple ID, e começar a trabalhar, exibindo que os apps são extremamente familiares, e que começar a usar um Mac é muito simples para quem já está acostumado com o iPhone ou iPad. 

Pegar o melhor do iOS e colocá-lo no OS X não vai enfraquecer a plataforma desktop, como muitos sugerem; os recursos que estão sendo adicionados são aqueles que se mostraram extremamente eficientes em dispositivos móveis. Esse cruzamento irá melhorar ambas as plataformas, e simplificar as tarefas para aqueles que precisam dos dois sistemas em seu dia a dia. E, no final, essa transformação pode ser a grande responsável para fazer com que a Apple venda ainda mais computadores. 

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail