Home > Notícias

Oracle afirma que tecnologia usada no Android viola patentes Java

Google afirma ter criado ambiente a partir do zero; dona do Java suspeita da contratação pela Google de ex-engenheiros da Sun.

Computerworld/EUA

13/08/2010 às 15h36

Foto:

A tecnologia Dalvik, uma versão de Java criada do zero pela
Google para o sistema operacional Android, é um ponto fundamental no processo
aberto pela Oracle contra a Google. A decisão de buscar reparação na Justiça foi
anunciada pela Oracle na quinta-feira (12/8).

A Oracle tornou-se dona da tecnologia Java da Sun
Microsystems quando comprou a empresa, numa operação que foi
 concretizada em janeiro de 2010.

Java é um ambiente de software que permite a execução de
aplicações feitas em Java, e que podem funcionar em praticamente qualquer
computador desde que haja uma máquina virtual Java instalada. Quando a Google
desenvolveu o Android, ela incluiu uma tecnologia compatível com Java, chamada
Dalvik, em seu sistema operacional para celulares.

A Dalvik foi desenvolvida como uma versão “limpa” de Java, o
que significa que a Google a construiu do zero, sem usar qualquer tecnologia ou
propriedade intelectual da Sun, explicou o analista Ken Dulaney, da empresa de
pesquisas de mercado Gartner.

“Você não pode simplesmente pegar uma aplicação Java de um
ambiente Sun, onde ela é licenciada, e rodá-la num Android. Você tem de
recompilá-la para a Dalvik”, disse Dulaney.

A Oracle afirma que a Dalvik é uma concorrente da Java e
viola diversas de suas patentes, que estão listadas na queixa, bem como os
direitos de propriedade relacionadas à tecnologia Java.

Não ficou claro, pelo que foi comunicado na quinta-feira, se
a Oracle procurou a Google para discutir a questão antes que decidisse levá-la
aos tribunais.

É provável que a motivação por trás da decisão da Oracle tenha
sido o sucesso recente do mercado de smartphones, aposta Dulaney. “Eles agora são
donos da Sun e querem recolher os direitos sobre a linguagem”, disse.

A Oracle alega que a Google tinha conhecimento das patentes
e mesmo assim as infringiu “voluntária e deliberadamente”. A empresa também
afirma que a Google contratou alguns dos engenheiros de Java da Sun. Ela quer
que a Justiça bloqueie a suposta infração e faça com que a Google a recompense
pelos danos.

Dulaney disse que o caso da Oracle poderia ser “difícil de
provar” e que uma batalha legal tomaria muito tempo. “A discussão aqui é se a
Google criou mesmo seu Java do zero ou se alguém na empresa tinha conhecimento
do código original”, analisou.

A Dalvik é uma opção de ambiente para a criação de
aplicativos Android. Os desenvolvedores também podem utilizar HTML 5 e
linguagem C. Mas a tecnologia Dalvik é utilizada em algumas aplicações
fundamentais do Android, como e-mail, disse Dulaney.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail