Home > Dicas

Overclocking: ajustes podem melhorar o desempenho em mais de 10%

Acelere o clock do processador do PC e ganhe mais performance do que a normalmente entregue pelo fabricante.

Zack Stern, da PC WORLD / EUA

28/11/2008 às 12h58

duvida_hardware_150.jpg
Foto:

duvida_hardware_150.jpgMuitos processadores estão configurados com velocidade de clock abaixo do limite máximo, e eles geralmente fornecem um método para aumentar essa velocidade.

O overclock, ou seja, método que faz o processador trabalhar a uma velocidade maior da atualmente usada, não é tão perigoso quantos muitos imaginam ou difícil de ser feito, mas saiba que, em alguns casos pode acabar com a garantia do seu computador.

A Intel, por exemplo, liberou o overclocking de seus novos modelos de processadores recentemente, ainda que sem garantias.

E existem algumas formas de fazer isso, seja meio de overclocking por software, ou por overclocking via jumpers.

O legal desse processo de turbinamento do processamento é que, em muitos casos, é possível aumentar a velocidade do sistema em pelo menos 10%. Mas saiba que alguns PCs não aceitam overclock.

No caso de seu equipamento suportar esse recurso, então você conseguirá aumentar a velocidade em minutos. Mas para obter uma melhor performance e estabilidade, reserve algumas horas para testar diferentes configurações. E se o computador possuir uma GPU instalada saiba que é possível fazer o overclocking da placa gráfica também.

Por onde começar
Antes de por a mão na massa, faça um levantamento das informações sobre seu PC. Procure pelo modelo da sua placa-mãe, baixe o manual (se for necessário) e atualize o sistema de BIOS para a última versão.

Existem alguns utilitários – muitos gratuitos – que ajudam no inventário físico do computador, como é o caso do CPU-Z.

Verifique se o fabricante de placa-mãe do PC oferece um utilitário de overclock, que pode ser executado no Windows. Como é um processo temporário, se  você escolher esse método, o utilitário talvez seja executado toda vez que você iniciar o sistema operacional.

Como alternativa, é possível ajustar as configurações diretamente na BIOS; esta mudança irá manter o sistema ajustado até que você mude as configurações novamente.

Normalmente você acessa a configuração de BIOS pressionando Delete ou F quando o sistema é iniciado. Antes de modificar qualquer parâmetro, anote as informações que estão lá – e que têm feito o PC funcionar adequadamente. Elas podem ser úteis caso tenha de retornar o sistema à configuração original.

bios_config_350.jpg
Bios: faça pequenos incrementos na velocidade do barramento FSB

Descubra também como fazer o reset da máquina para sua configuração padrão, caso o upgrade se torne instável (sintomas que incluem congelamento do sistema). Mas saiba que o reset exigirá uma alteração física, com mudança no jumper ou pressionando um botão na placa-mãe. Esteja preparado para fazer isso, se for necessário.

Tais medidas não são excesso de zelo e sim conhecer a rota de fuga que irá ajudar caso o PC trave e não tenha como voltar à tela de BIOS.

Além disso, pesquise também o modelo do seu processador – você provavelmente encontrará este número listado em BIOS – e grave a temperatura máxima que ele suporta. Caso não encontre tal informação, você poderá optar pelo SpeedFan, outro freebie que pode ser usado inclusive depois de realizado o overclocking para monitorar a temperatura da CPU e evitar que ela, literalmente, torre.

Tal medida é necessária porque um overclock de sucesso requer um compromisso entre desempenho e aquecimento; se o processador ficar muito quente, o PC pode pifar. Cheque sempre a temperatura enquanto configura.

Procedimento cíclico
Algumas vezes o sistema de BIOS pode fazer o overclock dinamicamente para você, através do modo ‘AI’.

Se você tem essa opção, então é tudo o que precisa usar. Mas na maioria dos casos você altera a velocidade do processador, ajustando as configurações de velocidade FSB (frontside-bus).

Dentro da BIOS, faça pequenos incrementos por vez, valores entre 5 MHz ou 10 MHz. Salve as mudanças e reinicie a máquina. Se o seu PC falhar em iniciar completamente – isto é, dentro do Windows –, volte à BIOS e retorne a velocidade do barramento anterior. Isso é sinal de que ela alcançou o limite máximo.

Se a máquina iniciar com sucesso, reinicie-a e repita o processo, aumentando a velocidade do barramento novamente.

Depois de realizar algumas melhorias, execute o software Prime95 por cerca de meia hora, para exercitar o processador. Se neste período o sistema continuar estável enquanto este programa gerador de números primos carrega o processador, volte a incrementar a velocidade do barramento.

Caso note problemas no desempenho, travamentos, ou se o processador ficar muito quente, diminua a velocidade até descobrir uma configuração estável.

Considere fazer um upgrade na refrigeração do seu processador para mantê-lo resfriado; um cooler poderoso pode permitir um aumento maior na velocidade do barramento.

Para uma verificação adicional, considere utilizar o também gratuito CPU Stability, para uma análise da estabilidade do sistema como um todo.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail