Home > Notícias

Palm Pre: fila nos Estados Unidos para comprar novo smartphone

Lançamento da Palm não gerou a euforia do iPhone, mas algumas lojas da Sprint na Costa Oeste tiveram mais de 40 pessoas na fila

Computerworld / EUA

06/06/2009 às 20h33

Foto:

O lançamento do smartphone Palm Pre neste sábado (6/6), nos Estados Unidos, foi bem mais tranquila se comparada às multidões de norte-americanos  que fizeram fila para comprar o iPhone, da Apple.

No entanto, os entusiastas da Palm não deixaram de se enfileirar na porta das lojas da operadora Sprint Nextel e em outras redes de varejo para estarem entre os primeiros a comprar o esperado aparelho.

Para muitos consumidores, a compra de um Palm Pre, com o novo sistema operacional WebOS, não era apenas um bom investimento em um novo smartphone com funções atrativas, mas uma forma de apoiar a Palm e mesmo a operadora móvel Sprint.

"Como usuário do primeiro Palm Pilot, quero apoiar a Palm e ver que eles conseguiram, mas este Pre também é um dispositivo muito legal" disse Skip Tannen, de Upton, no Estado de Massachussets.

O usuário diz ter gostado da forma como o aparelho se encaixa na mão e se mostrou impressionado com o teclado QWERTY, no lugar da tela sensível ao toque do iPhone, que ele também usa.

Tannen, que é engenheiro de tecnologia, fez um gesto vitorioso segurando seu novo Palm Pre, após ter sido o primeiro a comprar o aparelho em uma loja da Sprint, na manhã de hoje, na cidade de Framingham, a 20 quilômetros de Boston.

Na avaliação do porta-voz da Sprint, Mark Elliott, que acompanhou o lançamento do Palm Pre em Manhattan (Nova York), os estabelecimentos da Costa Leste dos Estados Unidos tiveram "um bom fluxo de clientes". Segundo ele, havia filas de 40 a 50 pessoas, em algumas lojas, esperando pela abertura das portas às 8 horas da manhã deste sábado.

No centro de Boston havia uma fila de 15 pessoas do lado de fora de uma loja da Sprint duas horas após a abertura. De acordo com o site Boston.com, a loja havia vendido 55 unidades do Palm Pre até as 11 horas da manhã.

Os compradores do Palm Pre entrevistados em Framingham disseram que estavam buscando um novo aparelho com uma tela luminosa e um teclado físico, no lugar de um touchscreen. Das sete pessoas consultadas, quatro estavam migrando das operadoras AT&T e Verizon para a Sprint, que vende o Palm Pre com exclusividade.

A Verizon já anunciou planos de vender o Palm Pre e a AT&T disse que tem interesse em comercializar o aparelho. Na sexta-feira (5/6) o principal executivo da Sprint, Dan Hesse, sinalizou que o acordo de venda exclusiva do Palm Pre pela operadora deve durar até o final deste ano.

Anne-Marie Kenney, que trabalha na Universidade Lesley, em Cambridge, Massachussets, disse que logo iria sincronizar seu novo Palm Pre com o iTunes para acessar mais de mil músicas que possui no software da Apple, caso a função seja bloqueada.

A Apple não fez comentários sobre a possibilidade de bloquear a sincronização de arquivos do iTunes para o Palm Pre. Analistas de mercado acreditam que a empresa pode processar a Palm ou adaptar o iTunes para evitar que os arquivos sejam carregados no novo smartphone rival.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail