Home > Notícias

Palm Pre versus iPhone: quem leva a melhor?

Novo Palm Pre, com tela sensível ao toque, foi um dos destaques da CES 2009. Mas como ele se compara em recursos ao iPhone, da Apple?

Network World/EUA

12/01/2009 às 12h27

Foto:

A Palm, que corria o risco de se tornar apenas mais uma fabricante de smartphones com Windows Mobile, parece que acertou no alvo com o anúncio do novo aparelho Palm Pre, movido ao novo sistema operacional webOS. Mas como ele se compara ao iPhone, da Apple?

Para o Pre, a Palm criou um navegador mais poderoso que os anteriores. E a companhia parece ter projetado o aparelho para ser integrado a sites e aplicativos online. No geral, o Pre parece um forte concorrente do iPhone em diversas áreas. A questão é como o foco da integração na web representa um avanço tecnológico que pode atrair novos usuários.

“O Pre não é um matador de iPhone ou BlackBerry, mas não precisa ser”, afirma o analista Avi Greengart, diretor de pesquisas da Current Analysis, que usou o Pre por uma hora. “Ele é construído na herança da Palm em criar os melhores dispositivos para gerenciamento de informações pessoais. E a empresa vai expandir isso além de um único local, para todos os lugares na web onde você tem informações, como o LinkedIn ou sete contas distintas de e-mail”.

O sistema operacional do Pre traz uma interface de usuário compatível com o alto padrão criado pelo iPhone, segundo o analista. “Eles não usaram um sistema operacional móvel anterior e criaram uma interface de toque. Tudo foi projetado do zero, sabendo que você vai usar os dedos. A Palm fez um bom trabalho com a interface de usuário.

Veja como o iPhone e o Pre se comparam, em recursos.

Tela: O Pre (pronuncia-se “Pree”) tem uma tela grande, de 3,1”. É um pouco menor que a tela de 3,5” do iPhone, que também tem resolução de 320 x 480. Como o iPhone, o Pre tem um acelerômetro e a posição da tela muda da vertical para a horizontal ao girar o telefone.

palm-pre-2-interna
Palm Pre traz um teclado QWERTY integrado


Suporte a gestos:
apenas a parte inferior da tela do Pre aceita gestos, não apenas toques. Com o Pre, dá para arrastar um dedo pela tela para mudar de aplicativo ou arquivo, por exemplo. Não é o mesmo que a tela multitoque do iPhone, mas parece ter uma similaridade.

Conectividade: 3G, Wi-Fi e Bluetooth nos dois modelos.

Integração com a web:
essa é uma área que precisa de mais testes e de mais informações da Palm, que parece ter um foco diferente da Apple nesse tema.

A Palm forneceu poucas informações até agora sobre seu sistema baseado na web para o Pre. Apenas que os desenvolvedores podem usar seu conhecimento em CSS, XHTML, JavaScript e outros padrões para criar aplicativos para o Pre. A Palm promete uma loja de aplicativos no aparelho para fornecer o download desses programas, de um modo análogo à App Store, da Apple. Mas a fabricante ainda não deu detalhes de como isso vai funcionar, como os desenvolvedores podem participar e quanto vão custar os aplicativos para o Pre.

A Palm apenas falou sobre o sistema de sincronização Synergy do webOS. O Synergy consegue baixar contatos, calendários e outros dados das suas contas online e sites de redes sociais para criar uma espécie de banco de dados unificado para o Pre.

Isso é um passo além do iPhone, que conta com uma infraestrutura de serviços (App Store, iTunes e MobileMe) integrada. Mas o MobileMe é oferecido à parte, e não é um meio de explorar serviços online. Até mesmo o Android OS presente no G1, da T-Mobile, tem elementos parecidos com o pensado pela Palm.

Navegador: A Palm parece ter criado um navegador mais eficiente, que parece ser um bom rival para o Safari, do iPhone. Mas, de novo, a Palm deu poucas informações sobre ele.

Rede/operadora:
O Pre será vendido inicialmente pela operadora Sprint nos EUA, em uma versão 3G com rede EV-DO. O iPhone, um aparelho 3G que usa redes UMTS/HSDPA, está à venda em quase todo o mundo. A Palm promete uma versão 3G compatível com UMTS/HSDPA também, para uso em redes GSM.

Preços: a Sprint não informou os preços do Pre ainda, nem os termos de contrato e planos de serviço. Nos EUA, o iPhone é vendido pela AT&T com um contrato de 2 anos por 199 dólares para o modelo de 8 GB. Não há previsão de lançamento do Pre no Brasil.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail