Home > Notícias

Tablet por US$ 199: para brigar com o iPad, Lenovo investe em preço baixo

Com tela de 7 polegadas, IdeaPad A1 roda versão antiga do sistema da Google e tem chip mais lento do que os atuais, mas custa menos da metade do preço de um equipamento da Apple

IDG News Service / EUA

02/09/2011 às 10h23

Foto:

A Lenovo anunciou na IFA, nesta quinta-feira  (1/9), um novo tablet IdeaPad por apenas US$ 199, com  tela de 7 polegadas e sistema Android 2.3 (usado em smartphones), em resposta ao aumento na demanda por aparelhos desse tipo mais baratos.

O IdeaPad A1 pesa 400 gramas, tem 1,27 cm de espessura e começa a ser vendido no final de setembro nos Estados Unidos, de acordo com o diretor executivo de marketing global da empresa, Nick Reynolds. O tablet possui bateria com duração de sete horas.

O aparelho estará entre os tablets Android de 7 polegadas mais baratos do mercado entre as grandes fabricantes. Muitos produtos concorrentes custam mais de 250 dólares no mercado americano. A Acer lançou no mês passado seu tablet Iconia Tab A100 (7”) por 329 dólares, e o Galaxy Tab 7”, da Samsung, é vendido a 279 dólares em sites como Amazon.com.

“Esse preço a partir de US$ 199 é muito acessível”, diz Reynolds. Segundo o analista, a Lenovo enxerga o tablet como um companheiro para os PCs, e um preço baixo abrirá caminho para esses aparelhos, especialmente em mercados emergentes.

O novo tablet da Lenovo chega à medida que os preços dos tablets Android caem no mercado em uma tentativa de desafiar o domínio do iPad 2, da Apple, cujo preço inicial de 499 dólares não mudou desde seu lançamento, em março deste ano.

Um dos primeiros tablets Android, o Samsung Galaxy Tab de 7”, começou a ser vendido em 2010 por 600 dólares (sem contrato), e foi considerado caro demais. Mas esse cenário mudou. Basta lembrar do recente caso do TouchPad, da HP, que começou a ser vendido por 99 dólares nos EUA em uma queima de estoque após a fabricante anunciar que iria parar de vender aparelhos com o sistema webOS. A procura pelo aparelho foi tanta que na terça-feira, 30/8, a HP anunciou uma segunda leva de tablets para as próximas semanas.

Os preços dos tablets Android estão caindo porque a base de fornecedores e fabricantes é grande enquanto a demanda ainda é pequena, disse o diretor de pesquisas da consultoria IDC, David Daoud. Mas por 199 dólares, a Lenovo pode estar disposta a “esquecer” os lucros em um esforço para criar uma base de consumidores no mercado de tablets, diz. Esse é um desafio em que outros tablets Android falharam.

“Esse preço inicial mais baixo poderia colocar a Lenovo em uma posição competitiva”, afirma Daoud.

lenovoideapada1.jpg

Novo tablet da Lenovo chega com preço competitivo ao mercado

Mas a Lenovo precisa de mais do que o preço baixo para se dar bem no mercado, explica o executivo. Para ele, o sucesso do iPad vem de um conjunto sólido de hardware, software e serviços, e a Lenovo precisa dar outras razões além do aparelho barato para as pessoas comprarem seus tablets. Vale lembrar que a empresa já lançou três tablets este ano, incluindo o ThinkPad Tablet, para consumidores finais e empresas.

O novo tablet A1 roda o sistema Android 2.3 (Gingerbread), que é usado em smartphones. A Lenovo não quis comentar se o tablet poderia atualizar seu sistema para o Android 3.0 (Honeycomb), feito especificamente para rodar em tablets. De acordo com Reynolds, o foco da Lenovo está na próxima versão do sistema móvel da Google, chamada de Ice Cream Sandwich, e mais detalhes sobre essa estratégia serão anunciados no primeiro ou segundo trimestre de 2012, afirma o executivo da fabricante.

Além do sistema, o tablet A1 também possui hardware encontrado em smartphones. O aparelho tem um processador de núcleo único Cortex-A8, da ARM, que é antigo em comparação ao chip dual-core Cortex A9, da mesma fabricante, que pode ser encontrado em muitos tablets  e smartphones mais novos.

Outros recursos incluem capacidade de armazenamento de 32 GB, expansível por meio de cartões MicroSD e USB.  O tablet ainda possui duas câmeras: uma traseira e outra frontal. O A1 tem ainda uma interface de usuário customizada e os usuários podem acessar aplicativos por meio das lojas Android Market e App Shop (essa última da Lenovo). 

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail