Home > Notícias

Para “brigar com o iPad”, tablet dual boot terá Windows 7 e Android

Gigabyte Technology lança até outubro deste ano um modelo que permite escolher entre os sistemas operacionais

IDG News Service/Taipei

13/04/2011 às 11h27

Foto:

A fabricante de placas-mãe Gigabyte Technology vai lançar até o fim de 2011 dois tablets Android - um deles capaz de rodar também Windows - e outro tablet com Windows 8 no ano que vem. O anúncio foi feito nesta quarta-feira (13/4) por um vice-presidente sênior da empresa. Os equipamentos chegam com o objetivo de conquistar no mercado dominado pelo iPad, da Apple, que tem mais de 70% das vendas.

Esses dois tablets da Gigabyte chegarão em julho, com telas de 7 ou 10 polegadas, afirmou o vice-presidente sênior Richard Ma.

O maior rodará o sistema Android 3.0 (Honeycomb), que foi projetado especialmente para tablets, e o menor rodará o velho Android 2.2, feito para celulares.

Outra linha de tablets da Gigabyte, prometida para outubro, terá a capacidade de carregar Windows 7 ou Android, deixando que os usuários escolham o sistema que querem utilizar. A Gigabyte ainda não decidiu que versão do Android virá com a máquina.

Todos os tablets a serem lançados este ano usarão processadores Intel Atom, mas não virão com portas USB. Eles serão vendidos por menos de 400 dólares cada. A empresa não forneceu mais especificações, justificando que os produtos ainda não foram finalizados.

Windows 8
A Gigabyte também vai começar a desenvolver um tablet Windows 8 no fim deste ano. O tablet deverá chegar ao mercado no último trimestre de 2012, usando provavelmente um processador ARM.

Com uma marca desconhecida em muitos países desenvolvidos, a Gigabyte venderá tablets e notebooks por meio de canais de e-commerce para reduzir os custos de venda no varejo. disse Ma.

Mas os tables deverão ganhar impulso em mercados emergentes, disse Michael Clendenin, diretor da RedTech Advisors em Xangai, na China.

"Em mercados desenvolvidos eles não são muito reconhecidos pelos consumidores. Não acho que a empresa vá gastar muito dinheiro em marketing", avaliou Clendenin.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail