Home > Notícias

Para desenvolvedores, saltar do iPhone para o iPad pode ser um desafio

Livro que ensina a programar para o iPad critica modos de compatibilidade entre duas plataformas e defende criação de apps só para o tablet

InfoWorld/EUA

09/04/2010 às 11h35

Foto:

A edição do último fim de semana do New York Times incluiu, como era
de se esperar, diversos artigos relacionados ao iPad. Mas um deles, em
particular, chamou a atenção.

Era uma história sobre os
desenvolvedores do DoodleJump, um game popular no iPhone, correndo para
casa depois de comprar um iPad, no sábado (3/4), para testar a versão do
jogo para o tablet (o jogo havia sido testado num simulador).

Não
causou surpresa ver que eles tiveram que gastar horas ajustando o jogo
para que pudesse funcionar bem no aparelho, e sentiram-se recompensados
por ter decidido não lançar o game antes que ele pudesse ser testado em
um hardware de verdade.

Nesta semana também foi lançada a versão
"beta" do livro "iPad Programming: A Quick Start Guide for iPhone
Developers", de Daniel H. Steinberg e Eric T. Freeman (Pragmatic
Bookshelf, 34,95 dólares).

Como o nome já diz, o livro assume que
você já saiba como programar aplicações para o iPhone com o SDK e
precisa aprender o que há de diferente sobre a programação do iPad.

Apps
perfeitos

Já no começo os autores afirmam: "Nós não queremos
simplesmente que você escreva apps que rodem em um iPad; nós queremos
que você escreva apps que são perfeitos para a plataforma".

Embora
eles mostrem como usar o modo de compatibilidade com iPhone e como
construir aplicativos "universais", que rodam no iPad e no iPhone, os
comentários sobre seu próprio app universal é "Uau. Parece terrível.
Olhe para todo esse espaço desperdiçado."

É a deixa para que eles
mostrem como construir um binário separado para o iPad, para que a
aparência do app possa ser melhorada.

++++

Aproximadamente um terço deste "livro beta" está pronto.
Por enquanto, há dois capítulos gerais sobre como fazer a transição
entre iPhone e iPad, um capítulo sobre gestos de controle do iPad (um
avanço significativo em termos de API) e outro sobre reprodução de vídeo
(uma nova API).

Os próximos capítulos cobrirão as novas APIs de
desenho, Core Text, compartilhamento de documento, e conexões
interdevices.

Para começar como um desenvolvedor de iPhone ou
iPad, você precisa se registrar na Apple (custo de 99 dólares por ano).
Você vai precisar de um Mac OS X 10.6.2 rodando em um Mac com chip
Intel, e você precisará baixar as versões mais recentes das ferramentas e
SDKs da Apple.

Saber Cocoa e Objective-C é um ponto de partida.
Boa sorte.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail