Home > Notícias

Para Microsoft, abandonar o Internet Explorer 6 é uma opção do usuário

Em resposta ao movimento que pede o fim do navegador, empresa diz que usuário deve decidir pela atualização ou não do browser.

Redação do IDG Now!

11/08/2009 às 11h34

Foto:

A Microsoft respondeu às campanhas na rede pedindo o fim do navegador Internet Explorer 6 (IE6), na segunda-feira (10/8), argumentando que "a escolha de atualização de um software no PC é do responsável pelo micro".

Esta semana, a rede social Orkut, do Google, aderiu ao movimento que pede o fim do suporte ao browser lançado pela Microsoft em 2001. Na semana passada, mais de 40 empresas de internet “startups” aderiram à campanha “Matem o IE6”.

Em um post no blog do IE, o gerente geral do grupo do Internet Explorer, Dean Hachamovitch, afirma que a Microsoft tem encorajado a migração para o browser mais recente e que, embora a atualização seja um tema simples para entusiastas de tecnologia, não o é para empresas.

"Muitos PCs não pertencem a entusiastas, mas a organizações (...) responsáveis por dezenas ou centenas de milhares de PCs. (...) Para eles, o custo do software não representa apenas o preço de aquisição, mas o custo de desenvolvimento, manutenção e de assegurar que ele funcione com suas infraestruturas de tecnologia (...). Mesmo que eles [ou desenvolvedores de sites, ou a Microsoft ou qualquer um] queiram que a migração para o IE8 seja feita agora, o software de cada PC faz parte de um cenário maior de Tecnologia da Informação (...)", disse Hachamovitch.

Um dos motivos para a campanha contra o IE6 ter recebido apoio de diversas empresas de internet é que o antigo navegador da Microsoft aumenta os custos de desenvolvimento de sites 2.0, que usam tecnologias dinâmicas, como as linguagens de programação Ajax.

"O resultado disso é termos, durante anos, que desenvolver (fazer malabarismos, gambiarras, css hacks, ifs a mais nos JavaScripts, sem falar no bug da borda que some e aparece) sites e aplicações para rodarem dentro de um software desatualizado, que não segue padrões e que exige/consome muito mais tempo de desenvolvimento, ou seja, mais dinheiro", afirmou Rodrigo Leme, gerente de projetos da agência digital Espiral Interativa, em um post sobre o legado do IE6 no IDG Now!.

Hachamovitch explica que a Microsoft se comprometeu a manter o suporte ao IE com o Windows durante o ciclo de vida do produto - no caso do IE6, com o Windows XP, que terá seu suporte estendido até 2014. "Muitas pessoas esperam garantir que aquilo que receberam originalmente com o sistema operacional continue funcionando", independente das novas versões lançadas.

O engenheiro da Microsoft cita uma pesquisa sobre o uso do IE6 feita pelo Digg, serviço de categorização de conteúdos online, afirmando que 17% dos usuários do browser não sentem necessidade de atualizá-lo. Entre os usuários do Internet Explorer que acessaram o IDG Now! em julho deste ano, 25% usam o Internet Explorer 6.

"Continuaremos incentivando os usuários do Windows a fazerem a atualização para a versão mais recente do IE. Nós também continuaremos respeitando suas escolhas sobre os navegadores que utilizam", afirma o engenheiro da Microsoft.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail