Home > Notícias

Participação de celulares em domicílio no Brasil cresce mais de 5% em um ano

Segundo Pnad 2008, 37,6% dos domicílios brasileiros contavam apenas com celular em 2008, conduzindo a adoção de telefonia no País.

Redação do IDG Now!

18/09/2009 às 12h30

Foto:

O avanço da telefonia no Brasil dependeu do alto ritmo de adoção dos celulares durante 2008, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2008, divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta sexta-feira (18/9).

Entre 2007 e 2008, 4,4 milhões de novos domicílios começaram a contar com telefone, sendo que 3,9 milhões comparam apenas telefones celulares. A alta participação fez com que o número de lares apenas com celular chegasse a 21,7 milhões ou 37,6% dos domicílios no País, crescimento de 5,9%.

Na comparação direta com edições anteriores do Pnad, o ritmo de adoção dos celulares fica ainda mais evidente. Em 2001, apenas 7,8% dos lares ouvidos tinham telefone celulares, o que mostra que a penetração do aparelho cresceu quase cinco vezes em sete anos.

No total, 82,1% dos domicílios no Brasil contaram com telefone, fixo ou móvel, em 2008, aumento de 5,1 pontos percentuais em relação à penetração da tecnologia de 77% em 2007.

O Sudeste é a região do Brasil com menor penetração de lares que usam apenas celulares, com relação de 29,3%, contra 40,8% do Sul, 43,9% do Nordeste, 47,7% do Centro-Oeste e 49% do Norte.

O Pnad 2008 ouviu mais de 391 mil pessoas em mais de 150 mil domicílios no Brasil sobre temas como dados demográficos gerais, migração, educação, trabalho, família, domicílios e rendimento.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail