Home > Notícias

Participação do Chrome no mercado de browsers sobe mais de 700% em um ano

O navegador da Google é o segundo mais usado na América Latina, à frente do Firefox e atrás do Internet Explorer.

Network World (US)

01/07/2011 às 12h01

Foto:

O Google Chrome acaba de chegar a um novo patamar: agora ele é usado por 20% dos internautas no mundo. O navegador subiu mundialmente de 2,8% em junho de 2009 para 20,7% em junho de 2011, enquanto o Internet Explorer caiu de 59% para 44% no mesmo período. O Firefox apresentou uma pequena queda nos últimos dois anos, passando de 30% para 28%. Em agosto de 2010, o Chrome atingiu 10% e estava em 19% em maio, antes de ultrapassar os 20% em junho.

Se os números do Chrome parecem um pouco altos, isso ocorre devido ao método usado pela StatCounter para realçar a força do Google de atrair heavy users. Já Net Application, outra empresa que monitora o uso de navegadores, mostra também mostra o rápido crescimento do Chrome para mais de 13% de uso, mas ainda longe do IE, com 54% e do Firefox, com 22%.

Os métodos diferem. Enquanto a Net Applications mede a força de um navegador baseando-se no número de usuários, a StatCounter tem como base a quantidades de cliques em sites. Isso quer dizer que os usuários do Chrome acessam mais a internet do que os internautas que usam o navegador da Microsoft, e isso pesa mais para o software da Google.

A discrepância entre os resultados do dois resultados sugere que usuários que ficam mais tempo na internet migram do IE para o Chrome ou Firefox.

“É uma realização soberba do Google passar de menos de 3% para dois anos atrás para mais de 20% hoje”, afirmou o CEO da StatCounter, Aodhan Cullen. “Enquanto o Google foi altamente eficaz em levar o Chrome aos computadores de usuários, o teste real é utilização por longos períodos, que mensuramos”. A StatCounter monitora 15 bilhões de page views por mês (4 bilhões nos Estados Unidos), por meio de uma rede de mais de três milhões de sites.

O crescimento do Chrome tem sido mais evidente na América do Sul, onde é o segundo navegador mais usado, a frente do Firefox e atrás do Internet Explorer. Nos EUA, “o Chrome avançou para 16%, atrás do líder de mercado IE, com 46,5%, e do Firefox, que tem 24,7% do mercado, declarou a StatCounter. Dados da Net Application, que rastreia visitantes únicos em 40 000 sites, mostram que o uso do IE caiu de 60,5% em agosto de 2010 para 54% em junho de 2011, enquanto o Chrome subiu de 7,5% para 13% no mesmo período.

A Net Application também monitora o uso em dispositivos móveis, e revelou que mais de 5% de toda a navegação está ocorrendo em aparelhos como smartphones e tablets. A tendência da internet móvel é ainda mais intensa nos Estados Unidos, onde 8,2% de todos os navegadores estão em dispositivos eletrônicos. Dessa fatia, 2,9% da navegação vêm de iPhones; 2,6% de aparelhos Android; 2,1% de iPads e 0,57% de BlackBerries.

Isso significa que os usuários do iOS têm uma fatia de 5% da navegação móvel, o que o torna a plataforma mais popular.

Embora a porção da Microsoft no mercado de browsers tenha constante declínio durante os últimos anos, há boas notícias: a Net Applications disse que o IE9 é agora o segundo navegador mais usado em computadores equipados com Windows 7, atrás apenas do IE8. Em abril, a Network World informou que Firefox era o browser mais popular em desktops e notebooks, mas na verdade ele estava consideravelmente atrás da última versão do navegador do Google. Agora, o IE9 está se estabelecendo com firmeza no Windows 7, com 15,6% de usuários ao redor do mundo.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail