Home > Notícias

“PC” Android da Dell se parece com um pendrive

Dispositivo roda o sistema operacional Android Jelly Bean e terá 8GB de memória interna

Patrick Thibodeau, Computerworld/EUA

23/01/2013 às 13h23

Foto:

A Dell está planejando lançar, em meados do ano, um computador que possui 8.8 centímetros de comprimento e 3.8 centímetros de largura. Ou seja, não muito maior do que um pendrive e similar em design.

Este dispositivo foi projetado para ser plugado em um monitor ou TV, tem duas portas USB para um teclado e um mouse, Wi-Fi e Bluetooth. Exibe imagens em 1080p e suporta telas de toque. O aparelho será baseado em um system-on-a-chip (SoC) ARM fabricado por um fornecedor não revelado. Ele ainda não possui um nome real - a Dell o chama de "Projeto Ophelia".

O Ophelia não está tentando ser como um Chromebook (sem teclado e tela) e fazer a maioria do trabalho na nuvem. E está longe de ser um PC convencional, mas pode executar aplicativos nativamente ou a partir da nuvem. O modelo de uso é mais como um tablet, e o dispositivo custará menos de 100 dólares.

"É uma forma radical de repensar como oferecemos capacidade de computação ao usuário final", disse Charles King, analista da Pund-IT. Não é simplesmente um thin client, diz ele - "é um passo além disso". Mas King disse que a Dell pode ter problemas para comercializar o dispositivo e educar potenciais usuários sobre seu papel.

O "Projeto Ophelia" foi desenvolvido pela unidade da Dell Wyse, que é muito conhecida por produzir thin clients. Este dispositivo, no entanto - talvez refletindo a influência da Dell - não é um thin client corporativo. É claramente projetado para atrair consumidores, trabalhadores BYOD e gerentes de TI criativos. O aparelho rodará o sistema operacional Android Jelly Bean, tem 8GB de memória interna para, música, vídeo e apresentações e um slot para microSD de até 32 GB de armazenamento.

A conexão ideal é por meio de um monitor com suporte à tecnologia Mobile High Definition Link (MHL) MHL, que com um único conector (HDMI) transmite imagem e recebe energia para alimentar o aparelho. O Consórcio MHL, cujos fundadores incluem Nokia, Samsung, Sony e Toshiba, diz que existem mais de 200 produtos habilitados com a tecnologia disponíveis atualmente. O Ophelia também pode ser alimentado por meio de uma porta USB, e será virá com o software PocketCloud da Dell, que fornece acesso remoto a desktops, pré-instalado.

Jeff McNaught, diretor executivo de marketing e diretor de estratégia da Dell Cloud Client Computing, diz que "as possibilidades de uso [do dispositivo] são extremamente amplos."

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail