Pela primeira vez, Spotify registra lucro e compra empresas de podcasts

Entre outubro e dezembro de 2018, companhia obteve lucro líquido de US$ 107 milhões. Serviço vai investir até US$ 500 milhões em outros serviços

Foto: Shutterstock
https://pcworld.com.br/pela-primeira-vez-spotify-registra-lucro-e-compra-empresas-de-podcasts/
Clique para copiar

Demorou dez anos, mas o Spotify finalmente está se tornando um produto lucrativo. A empresa anunciou nesta quarta-feira (6) os resultados financeiros referentes ao quarto trimestre de 2018 e, pela primeira vez desde que foi fundado, o serviço gerou números positivos na receita da companhia.

Ao todo, a entidade registrou uma receita de US$ 1,7 bilhão e lucro líquido trimestral de US$ 107 milhões. O lucro corresponde aos valores obtidos tanto pelas assinaturas Premium quanto pelos anúncios destacados na versão gratuita da plataforma de streaming. Fica de fora dessa quantia os custos operacionais, como salários, infraestrutura, pesquisa, divulgação, entre outras áreas.

O Spotify fechou 2018 com 207 milhões de usuários ativos mensais, contra 191 milhões no último trimestre do ano anterior. O número de assinantes Premium também subiu: de 87 milhões em 2017 para 96 milhões no ano passado, enquanto que os usuários gratuitos cresceram de 109 milhões para 116 milhões no período. Hoje, os clientes Premium respondem por 88% da receita da companhia, contra 12% dos usuários que só utilizam o app no modelo gratuito.

Aquisições

Daniel EK, CEO do Spotify, aproveitou a divulgação dos resultados financeiros para confirmar que a empresa adquiriu a Gimlet Media, startup que distribui 25 podcasts, entre eles StartUp, Reply All e Crimetown. Também comprou a Anchor, platafoma para hospedar e distribuir podcasts. Não foram revelados os valores das transações, mas a previsão é que os negócios devem estar concluídos até março.

As aquisições reforçam o comprometimento do Spotify em investir cada vez mais em serviços de podcast. O serviço é a segunda maior central do mundo desse tipo de conteúdo, oferecendo 185 mil canais da categoria – perde apenas para o Apple Podcasts. Nos próximos meses, a companhia planeja gastar entre US$ 400 milhões e US$ 500 milhões para se expandir ainda mais nesse mercado.

Com informações: Spotify (1), (2), Engadget

Este anúncio desaparecerá em:

Ir para o site