Home > Notícias

Pesquisadores criam armazenamento de 120 petabytes com HDs comuns

Cerca de 200 mil discos rígidos foram utilizados na construção de um sistema capaz de guardar o equivalente a 24 bilhões de músicas MP3

PC World/EUA

29/08/2011 às 13h03

Foto:

Pesquisadores da IBM construíram o que dizem ser o maior arranjo para armazenamento de dados do mundo. Com 120 petabytes (120 milhões de gigabytes), o sistema utiliza 200 mil discos rígidos convencionais e foi montado no laboratório de pesquisas da empresa em Almaden, na Califórnia (EUA).

O equipamento foi projetado para um cliente não identificado, que precisava de um supercomputador para simulações minuciosas de fenômenos do mundo real. Não há detalhes sobre o que exatamente esse sistema fará. Mas, segundo a Technology Review, ele poderá armazenar cerca de 1 trilhão de arquivos e abrigar "poderosas simulações de sistemas complexos, como aqueles usados na previsão do tempo".

Para gerenciar um espaço desses, os engenheiros da IBM tiveram de encontrar novas técnicas de hardware e software capazes de combinar todas as peças e colocá-las em operação. Todos os drives são instalados em um ambiente típico de data center, com exceção de um rack mais largo que é refrigerado a água. Claro que um disco ou outro inevitavelmente "morre" e, quando isso ocorre, o sistema lentamente replica seus dados para um disco de suporte para que a unidade defeituosa seja trocada.

Para ter uma ideia do que significam 120 petabytes, o slogan da Apple para seu iPod original de 5 GB era "mil músicas em seu bolso", o que daria 200 arquivos MP3 por gigabyte. Por essa métrica, 120 petabytes poderiam armazenar 24 bilhões de músicas.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail