Home > Notícias

Pesquisadores da Microsoft propõem alternativa ao Google PageRank

Chamado BrowseRank, novo método de indexação considera comportamento de usuário, além da quantidades de links, explica estudo.

Redação do IDG Now!

25/07/2008 às 12h10

Foto:

Pesquisadores asiáticos, incluindo três colaboradores da Microsoft, divulgaram, esta semana, uma proposta alternativa ao atual sistema de indexação de páginas em buscadores do Google, chamado PageRank.

O novo método, chamado Browse Rank, detalhado no estudo "BrowseRank: Let Web Users Vote for Page Importance", propõe que a relevância de um site em um resultado de busca seja determinado por um "gráfico de navegação do usuário" gerado com base em dados de comportamento do internauta. O sistema inclui, por exemplo, o tempo de permanência do usuário em um site.

Leia também:
> Facebook usa busca da Microsoft
> Especial: tudo sobre Microsoft x Yahoo
> Yahoo avança em abertura de buscas
> 12 truques para o Firefox 3

"O gráfico de navegação do usuário e mais confiável do que o de links para inferir a importância da página", observam os pesquisadores referindo-se aos métodos como o PageRank, do Google, e o Trust Rank, técnica de análise da Universidade de Stanford e do Yahoo, para definir a relevância no resultado das buscas. "(...) Os links podem ser facilmente adicionados ou retirados pelos criadores de conteúdo", observam os autores do estudo.

Em junho, o mecanismo de buscas do Google conquistou 78,35% do mercado de internet, aumentando a diferença em relação aos concorrentes Yahoo (11,78%) e MSN (2,83%), de acordo com a empresa de monitoramento Net Applications.
++++
Com o novo método de indexação, ainda em fase de pesquisas, os especialistas acreditam, de fato, no "voto implícito" do usuário para definir a relevância dos resultados de buscas online.

O documento foi apresentado durante a conferência SIGIR (Special Interest Group on Information Retrieval), esta semana, em Cingapura. Entre os seis autores do estudo estão Bin Gao, Tien-Yan Liu e Hang Li, da divisão Microsoft Research, na Ásia.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail