Home > Notícias

Photoshop Touch x iPhoto: qual app leva a melhor no novo iPad?

Aplicativos possuem ferramentas de edição, organização e compartilhamento de imagens, porém atendem a grupos diferentes de usuários

Macworld/EUA

27/03/2012 às 19h52

Foto:

A Tela Retina é um dos recursos de maior destaque do novo iPad (veja o review completo aqui), e ele realmente define que o aparelho é uma opção ideal para trabalhos com conteúdos multimídia, incluindo edição de imagem, através de apps como o Photoshop Touch (10 dólares) e o novo iPhoto (5 dólares). Apesar de oferecerem diversas ferramentas, os aplicativos são muito diferentes em termos do que é possível fazer com eles. Enquanto o Photoshop permite edições de imagem mais pesadas e criação de novas fotos, o iPhoto é mais um organizador e otimizador, que funciona a partir das fotos já existentes. 

O iPhoto roda apenas no novo iPad e no iPad 2 - oficialmente, ele não é suportado no iPad original, porém há uma maneira de contornar isso - e requer o iOS 5.1, sendo compatível também com o iPhone 4 e 4S. O Photoshop roda apenas nas duas versões mais recentes do tablet da Apple e requer iOS 5.0 ou superior. 

iPhoto
Anunciado juntamente com o novo iPad, o iPhoto funciona com fotos sincronizadas através do iTunes, iCloud ou através do acessório kit de conexão de câmera, além das imagens tiradas com a câmera. No entanto, é preciso tomar cuidado, pois sincronizar as imagens através do player ou do serviço de armazenamento em nuvem da Apple irá comprimir as fotografias e pode alterar suas cores. 

O usuário pode organizar as fotos por Álbuns, Fotos ou Eventos, e as ferramentas de edição incluem cortar, alinhar e ajustes de cor, brilho e saturação. Há também alguns pincéis para corrigir problemas como olho vermelho ou para saturar, escurecer, iluminar, deixar certas áreas da imagem mais nítidas, entre outros. Os efeitos podem tornar sua foto preta e branca ou um aspecto retrô, porém eles podem ser aplicados um de cada vez. O aplicativo salva as edições em formato JPEG e, se você estiver trabalhando com fotos em RAW, os efeitos serão aplicados em uma versão JPEG da foto. Há muitos recursos de compartilhamento, incluindo Facebook, Twitter e Flickr. Além disso, se houver um outro dispositivo iOS rodando iPhoto, a aplicação pode detectá-lo e permite que imagens sejam compartilhadas via Wi-Fi ou Bluetooth.

iphoto_390.jpg

No iPhoto, as ferramentas de edição são mais simples

O recurso de maior destaque do iPhoto é o Journals, que funciona como um livro de rascunhos (scrapbook) digital. Você adiciona fotos, legendas, mapas, e organiza as imagens em layouts divertidos; há até um recurso de Auto Layout, que deixa o processo ainda mais fácil. O material pode ser enviado ao iCloud, que cria uma página web que pode ser compartilhada com a família e os amigos, ou exportada via iTunes. Por fim, o Journal pode ser exibido como um slideshow, com direito a trilha sonora. 

Photoshop Touch
Lançado para iPad 2 em fevereiro deste ano, o app pode importar fotos que estejam armazenadas em seu dispositivo (apesar de que ele não enxerga o Compartilhamento de fotos), assim como do Creative Cloud da Adobe (que mostraram a mesma distorção de cor que aconteceu no iCloud e iTunes), na pesquisa de imagens do Google e no Facebook. Outro ponto importante é que ele irá redimensionar imagens muito grandes, já que sua resolução máxima é de 1600x1600 pixels. 

O Photoshop vem com muitas das mesmas ferramentas da versão do desktop, incluindo camadas, ferramentas de seleção, ajustes e filtros, porém eles foram redesenhados para funcionar bem com os dedos. Mesmo assim, elas podem parecer estranhas aos usuários mais antigos, porém a Adobe incluiu tutoriais que auxiliam a criar as imagens. 

A experiência não é a mesma do desktop, já que a precisão com os dedos não é igual, e algumas ferramentas avançadas e efeitos não podem ser reproduzidos vistas as limitações de processador e memória. A imagem, quando completada, pode ser enviada de volta ao Adobe Creative Cloud, e o app salva os projetos em um tipo de arquivo chamado PSDX, que necessita importação para o CS5, com limitações de tamanho e até 16 camadas. As imagens “achatadas” podem ser enviadas por email, Facebook ou impressas através do AirPrint. 

photoshoptouch_efeitos-360px.jpg

É possível aplicar diversos efeitos de uma só vez no Photoshop Touch, porém apenas em imagens 1600x1600

 

O Photoshop Touch é um aplicativo poderoso para fazer modificações mais pesadas, desde que você esteja satisfeito com o limite de tamanho da imagem. Mesmo muito bom para fotos individuais, faltam ferramentas para fazer apresentações de fotos, logo é preciso salvar essas fotografias e exibi-las em slideshow a partir de outra aplicação ou equipamento. 

Muito diferentes, mas complementares
Talvez a diferença mais gritante entre as aplicações seja a limitação de tamanho do Photoshop Touch, que existe devido a grande quantidade de camadas que a foto pode possuir, o que requer mais da performance do tablet. Isso torna o app da Adobe mais indicado para criar imagens para web, pequenas impressões ou rascunhos de um trabalho final. Ele não substitui o CS5 do desktop, porém é muito mais capaz do que o iPhoto no quesito de edição no iPad. 

A edição no iPhoto é limitada a um efeito por vez, e quando você está cortando, não é possível selecionar uma outra forma além de uma área retangular - o Photoshop Touch permite múltiplos efeitos, camadas, seleção e corte em qualquer forma e adição de texto à imagem - além disso, as fontes de imagens são mais ricas, permitindo importações do Google Imagens ou do Facebook. O Photoshop Touch, no entanto, não possui uma funcionalidade para apresentações e, apesar do Journals não substituir um portfólio profissional, funcionam como uma grande alternativa para quem precisa de uma apresentação sem muito esforço ou tempo.

Para quem procura edições pesadas, o Photoshop Touch é a escolha certa, enquanto o iPhoto é para aqueles que procuram organização e possibilidade de fazer apresentações nativas. Entretanto, a combinação entre os dois pode ser uma mão na roda e, por 15 dólares, é possível ter todas as funcionalidades, agradando ambas as partes. 

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail