Home > Notícias

Pinterest quer proteger direito autoral de imagem

A rede social mais falada do momento, toda baseada em imagens que seus usuários compartilham entre si como referência às coisas que gostam, está liberando um código para sites que queiram evitar que suas imagens sejam "pregadas"

Silvia Bassi

21/02/2012 às 17h21

Foto:

Os criadores do site Pinterest - uma rede social formada por usuários que "pregam" em suas páginas fotos de produtos ou coisas que gostam e que remetem aos seus sites de origem - estão se precavendo contra eventuais processos de violação de direitos autorais que seus frequentadores inadvertidamente possam provocar contra o site ou contra si mesmos.

Uma informação divulgada no site VentureBeat explica que, embora o Pinterest tenha recursos para indicar a fonte e autor de cada imagem que recebe um "pin" ou "repin" (equivalente a um "like" ou "curtir" de outros sites), algumas empresas e profissionais começaram a reclamar dos riscos de ter suas fotos ou obras replicadas sem autorização em blogs ou posts de terceiros que as tenham obtido de algum painel do Pinterest.

A solução para o problema vem na forma de um pequeno pedaço de código escrito pela equipe técnica do Pinterest e disponibilizado na área de ajuda do site que os interessados podem colocar em suas páginas de forma a impedir que suas imagens sejam "alfinetadas" nos paineis dos usuários. “Estamos preocupados em preservar os direitos dos autores e entendemos que algumas pessoas simplesmente podem não querer que suas fotos sejam compartilhadas pelos usuários", escreveu um dos fundadores do site, Ben Silbermann, no blog da empresa, ao explicar a decisão de criar o código.

O Pinterest continua a ser acessado apenas por convite e não está aberto ao público geral ainda, mas é o novo queridinho do Vale do Silício, com mais de 11 milhões de usuários em um ano de vida (dados de dezembro de 2011). De fato, a rede social é viciante, divertida e encontrou um meio muito inteligente de atrair a atenção para lojas, empresas, restaurantes e outros tipos de negócios que sejam espertos o suficiente para fornecer boas imagens que seus clientes ou fãs queiram compartilhar. O proximo passo agora certamente será divulgar o modelo de negócios para manter o produto vivo.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail