Home > Notícias

Plataforma Symbian adere ao padrão open source

Desde a quinta-feira (4/2), o código fonte do sistema operacional para smartphones pode ser baixado e modificado livremente.

IDG News Service

05/02/2010 às 11h00

symbian_message_150.jpg
Foto:

symbian_message_150O Symbian ,sistema operacional para smarpthones, aderiu ao padrão open souce. A Fundação Symbian, responsável pelo sistema operacional móvel, anunciou nesta quista-feira (4/2) que o código do Symbian, com mais de 40 milhões de linhas, já está disponível na página
oficial
do sistema. A mudança estava prevista para ser concluída apenas em junho, mas a organização decidiu acelerar o processo.

A plataforma Symbian 3, utilizada em smartphones como o Nokia N95, está sendo oferecida sob os termos de licença Eclipse Public License e outras licenças de código aberto. “[Isso significa que] Você pode baixar e pode modificar [o código]”, afirmou o líder das alianças globais da fundação, Larry Berkin. “Estamos distribuindo 108 pacotes que estão disponiveis em nível de código fonte”, completou Berkin.

Isso quer dizer que, além de desenvolvedores independentes, os próprios fabricantes de smartphones poderão modificar o código a ponto de criarem aparelhos diferenciados para seus clientes.

E muita coisa pode mudar também do ponto de vista de quem usa celulares com Symbian. “Os usuários finais verão, idealmente, dispositivos diferenciados ou convergidos, baseados no Symbian, como câmeras ou celulares como aparelhos de jogos,” afirmou Berkin.

Mas a transição pode resultar em problemas de compatibilidade com a plataforma. Berkin diz que os fabricantes deverão ser responsáveis ao trabalhar com o Symbian e terá de ser capaz de ldar com situações como essa sozinho. ]

Berkin diz que hoje existem cerca de 330 milhões de dispositivos baseados na plataforma Symbian em uso, produzidos por cinco empresas: Nokia, Samsung, Sony Ericsson, Fujitsu e Sharp.

A tecnologia Symbian tem sido administrada pela Symbian Limited, cuja maior parte pertencia à Nokia antes de se tornar um projeto de código aberto.

Colocar a plataforma em código aberto dará uma força ao mercado, segundo o analista do IDC, William Stofega. “Acho que é bom para a Nokia e também é bom para o Symbiam em termos de viabilidade e também para poder competir com os outros sistemas do mercado”.

Tags

Junte-se a nós e receba nossas melhores histórias de tecnologia. Newsletter por e-mail Newsletter por e-mail